Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

N/M "Creoula", e N/M "Corvo", nas Velas


 Uma vez mais, o nosso Amigo e habitual Colaborador, Ricardo Gonçalves, envia-nos algumas fotos que registam o movimento  portuário hoje no porto das Velas, ilha de S. Jorge.
Em porto vemos em operação o porta-contentores da Mutualista Açoreana, "Corvo", enquanto fundeado se encontrava o navio "Creoula", esperando caís disponível, para proceder à descarga de trigo.
(©) Copyright fotos: Ricardo Gonçalves, S. Jorge.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Possível alteração da logística de distribuição do cimento no grupo central









 Algum tempo atrás, publicava um post que pretendia explicar a logística da distribuição do cimento no grupo Central: A primeira fase consiste  na operação de descarga  do cimento, para os silos da Cimentaçor, situados no porto da Praia da Vitória,  depois o cimento é ensacado nas tradicionais sacas (e paletizado), ou  em big-bags, sendo então transferido para o caís concessionado aos TMG, que  fica junto à Cimentaçor. Posteriormente é embarcado nos seus navios que o distribuem pelas ilhas do grupo central, uma vez que têem a exclusividade desse serviço. Claro que existem excepções como foi o caso da importação pela Tecnovia-Açores de cimento da Turquia, ocorrida em 2010.
Esta logística  acima explicada, poderá estar em vias de ser alterada, pois consta que o cimento em big-bags, destinado ao grupo Central, poderá vir de Ponta Delgada, onde está situada uma fábrica da Cimentaçor, em detrimento do terminal da  Praia da Vitória.
A confirmar-se esta informação que vai circulando, o cimento em big-bags passará a ser distribuído no grupo Central a partir de Ponta Delgada pelos porta-contentores.
 (©) Copyright fotos: MM Bettencourt, Graciosa e António Simas, Ponta Delgada.


sexta-feira, 26 de outubro de 2012

N/M "CREOLA" na Praia da Vitória




Em Dezembro de 2011 (ver aqui) escalou o porto da Praia da Vitória o N/M "BEATRICE", pertencente a este mesmo armador do "CREOLA", que descarrega agora para o recebedor RATER de Angra do Heroísmo, 4.371 toneladas de trigo e milho. Sendo o 19º navio de cereais/aditivos para rações da nossa contabilidade anual a descarregar na ilha Terceira, participa para elevar a contagem total de toneladas para 70.368.
DADOS TÉCNICOS: 
Nome: CREOLA.
Data e Hora da entrada: 26.10.2012 - 07:30
Indicativo de chamada: V2BP3.
Nº IMO: 9306407.
Porto de registo: St. John's.
Bandeira: Antigua & Barbuda.
Ano de construção: 2006.
Comprimento f. a f.: 108,20 mts.
Boca máxima: 18,20 mts.
Porte (DWT): 7.609 tons.
Arqueação bruta: 5.581 Mtons.
Arqueação líquida: 2.835 Mtons.
Calado máximo à entrada: 7,50 mts.
Estaleiro: Jiangsu Yangzijiang Shipbuilding Co Ltd - Jiangsu JS - Nº 2003 - 660C.
Último porto: Fos-sur-Mer.
Próximo porto: Velas.
Tipo de carga: 1.650 Tons. de Trigo +  2.721 Tons. de Milho.
Recebedor: RATER.
Auxiliar de proa: 280 Kw.
Potência da Máquina Principal: Yanmar 1x6N330-UN - 1.875 Kw.
Armador: Doehle Minibulker Beteiligungs.
Agência: BENSAUDE Ag. Navegação.- Diogo Augusto.
Nome do Comandante: Vasily Gerasimchik.
(©) Copyright texto e fotos (2ª,3ª,4ª): Cmdt Rui Carvalho, Praia da Vitória.
(©) Copyright foto (1ª): Rogério Silva, Praia da Vitória.


Foto do Dia

O amanhecer no porto da Graciosa.

sábado, 20 de outubro de 2012

N/P "Bremen", no Porto Pipas


 Belas  fotos do Amigo João Mendonça, que registam a escala do navio de cruzeiros "Bremen", da operadora alemã, Hapag Lloyd, hoje no porto Pipas em Angra do Heroísmo, ilha Terceira. Os passageiros do pequeno mas luxuoso navio certamente puderam desfrutar de uma visita à cidade de Angra do Heroísmo, Património Mundial da UNESCO, e não só, pois a ilha tem muitos mais encantos para explorar. 
Certamente enquanto os passageiros contemplavam o património arquitectónico, da cidade, muitos dos angrenses certamente "sonharam" acordados com a possibilidade  de aqui se construir mais um porto na ilha Terceira,  este dedicado a navios de cruzeiros e ferrys, veremos o que o futuro nos reserva para esta histórica e heróica baía.
(©) Copyright fotos: João Manuel Bettencourt Mendonça, Terceira





O meu porto em miniatura!


O meu porto um dos mais pequenos do país! Ao contrario dos grandes portos não aceito deputados da Assembleia da Republica para trabalhar na estiva, contratei um que foi imediatamente atingido por um contentor, é o tipo  que está a dormir na primeira foto, procurem trabalho noutro lado OK?
(©) Copyright fotos: MM Bettencourt, Graciosa.

"SSHLV "Blue Marlin", com o LHD "Canberra" na Austrália



Eis  espectaculares imagens do SSHLV "Blue Marlin", da Dockwise, chegando à baía de Port Philip, Austrália, transportando o LHD "Canberra". As imagens são da Royal Australian Navy, à qual se destina o LHD "Canberra", este navio terá depois de concluído uma capacidade de transporte de 1100 militares, 100 veículos  12 helicópteros e um hospital com 40 camas, prevê-se a sua integração na Marinha em 2014.

(©) Copyright fotos e vídeo: Royal Australian Navy.


Dupla de cruzeiros no porto da Horta - Reportagem fotográfica de Miguel Nóia




 O porto da Horta, recebeu ontem uma dupla de navios de cruzeiros, o "Bremen" da Hapag Lloyd, e o "Artania", da Phoenix Reisen, tendo o primeiro atracado no novo terminal marítimo de passageiros, enquanto o segundo fundeou.
De referir que o "Bremen" é o segundo navio de cruzeiros a utilizar o novo terminal, depois de este ter sido "inaugurado" pelo navio de cruzeiros "Delphin" ( Ver Aqui). Entretanto continuam os trabalhos de dragagem, que no futuro poderão permitir a atracagem do "Artania".
(©) Copyright fotos: Miguel Nóia, Faial.


 "Artania"






N/M "Ponta do Sol", a "estrada" principal



Quinta-feira dia, 20 de Outubro, o navio porta-contentores, "Ponta do Sol", da Boxlines Navegação, SA, operou no porto da Graciosa. Sempre aqui referi que considero este serviço de carga contentorizada de enorme importância para uma pequena economia como a nossa, uma vez que esta ligação escala representa a ligação com o continente português, sem esquecer internamente  os grupos Ocidental e Oriental. Continuo defendendo, um modelo "porta-contentores/ferry", onde o ferry represente as ligações inter-ilhas do tipo ro/pax, e os porta-contentores, a ligação com o exterior do arquipélago. Na minha opinião seria ideal  os armadores dos porta-contentores operarem de forma coordenada com o serviço ferry, transformando o ferry num complemento e não num concorrente.
Veremos para onde nos leva o futuro, espero que não me tire a "porta", e me feche num quarto só com uma "janela"!
 (©) Copyright fotos: MM Bettencourt, Graciosa.