Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

ESTREIA DO BATELÃO "MALABO" NO PORTO DA PRAIA DA VITÓRIA

©) Copyright texto e fotos: Cte Rui Carvalho, Terceira.
Registo fotográfico da estreia do batelão "MALABO" no porto da Praia da Vitória para processo de afundamento e posterior flutuação do caixotão que irá constituir o futuro Cais do Topo na Ilha de São Jorge. Este caixotão foi construído no porto de Setúbal pela empresa ETERMAR e foi transportado por via marítima pelo rebocador "MONTALVO" da empresa REBONAVE. Espera-se que com a melhoria atmosférica dos próximos dias o caixotão possa ser finalmente instalado e repousar no seu destino final.
Nome: MALABO.
Nº IMO - 8637108
Bandeira - São Vicente e Grenaldinas
Porto de Registo - Kingstown
Tipo: Batelão sem Propulsão.
Donos: SEQUIMAR - Sociedade de Equipamento Marítimo Lda.
Ano de Construção: 1976.
Estaleiro: New Ross- Irish Republic.
Comprimento: 54,00 metros.
Boca: 27,43 metros.
Calado Máximo: 4,74 metros.
Arqueação Bruta - .2.961



sexta-feira, 5 de julho de 2019

Portos dos Açores - Dia Internacional sem Sacos – 3 de Julho de 2019

O objetivo da data é chamar a atenção para a produção e para o consumo excessivo de sacos plásticos a nível mundial, propondo-se alternativas para resolver este sério problema ambiental.
Sacos plásticos e problemas ambientais:
Estima-se que um cidadão na Europa consome cerca de 500 sacos plástico por ano, que acabam no lixo ao fim de meia hora de utilização ou então no meio-ambiente, criando-se vastas ilhas de lixo plástico nos oceanos - 80% da poluição marinha.
Como os animais confundem o plástico com alimentos, eles acabam por morrer pela ingestão de plástico e, se não morrem entram na cadeia alimentar de outras espécies como nós humanos.
Os sacos de plástico são constituídos por resinas tóxicas oriundas do petróleo e levam cerca de 500 anos a decompor-se. Apesar da gravidade da situação, apenas 2% da população recicla sacos plásticos.
Considerando a importância desta temática, e o seu alinhamento com os “Objetivos Mundiais de Sustentabilidade Ambiental”, a Portos dos Açores não deixou passar esta data sem contribuir para a Redução de Sacos Plásticos, tendo promovido a distribuição de Sacos de Panos Reutilizáveis com o lema “Nós Dizemos Não ao Plásticos”, por todos os colaboradores.
Texto e foto:Portos dos Açores, Departamento de GAHST (Gestão Ambiental, Higiene e Segurança no Trabalho)
Acúmulo de lixo plástico flutuando na costa norte de Honduras, em foto de Caroline Power: o problema é global (Copyright Foto: Caroline Power Photography)

quarta-feira, 3 de julho de 2019

Estreia do navio escola da Coast Guard Americana "EAGLE" no Porto da Praia da Vitória


©) Copyright fotos: Miguel Pamplona Simões, Terceira
©) Copyright texto: Cte Rui Carvalho, Terceira.
Pesquisa de dados técnicos: Paul Peixoto, Boston EUA
O navio escola "EAGLE" visita o porto da Praia da Vitória numa viagem de instrução de cadetes e candidatos a oficiais da Guarda Costeira Norte-americana. Este navio foi o segundo de cinco semelhantes que foram construídos no estaleiro alemão Blohm & Voss, sendo o primeiro aquele que deu o nome à classe o "GORCH FOCK", o terceiro a ser construído é o nosso "SAGRES", o quarto o Romeno "MIRCEA" e finalmente o "HERBERT NORKUS" que nunca chegou a navegar verdadeiramente tendo sido afundado voluntariamente em 1947. O "EAGLE" (ex-HORST WESSEL) foi transferido para a marinha Norte-americana no final da segunda guerra mundial como pagamento de reparação de guerra por parte da Alemanha, onde se manteve no activo até aos dias de hoje.
Nome: EAGLE.
Tipo: Navio Escola.
IMO: 6109973.
Indicativo: NRCB.
MMSI: 303990000.
Bandeira: Estados Unidos da America.
Porto de Registo: New London, CT.
Número de Galhardete: WIX-327.
Donos e Operadores: Governo Americano- Guarda Costeira- Washington, DC, EUA.
Classe: Gorch Fock.
Ano de Construção: 1936.
Estaleiro: Blohm & Voss- Hamburgo, Alemanha.
Comprimento Fora a Fora: 89,70 metros.
Boca: 11,90 metros.
Calado: 5,30 metros.
Deslocamento: 1,813 toneladas.
Guarnição: 230 (12 oficiais, 68 tripulantes, 150 estagiários).
Potência de Máquina: 750,00 kW (1,000 hp).
Velocidade de Cruzeiro: 10,00 nós ( Máquina).
Velocidade Máxima: 19,00 nós (Velas),
Potência de Geradores Auxiliares: 320,00 kW
Área Vélica: 2,070 m2.
Nome Anterior: Horst Wessel (09/1936-05/1946).
Em serviço da guarda costeira Americana desde o dia 15 de Maio de 1946.

quarta-feira, 19 de junho de 2019

Estreia do N/M "ODYSSEAS" no Porto da Praia da Vitória


 
Colega, Mário Lima.
©) Copyright texto e fotos: Cte Rui Carvalho, Terceira.
Pesquisa de dados técnicos: Paul Peixoto, Boston EUA
O porto da Praia da Vitória regista mais uma estreia, cabendo desta vez ao N/M "ODYSSEAS" as honras de publicação. Como é habitual este navio manifesta duas partidas de milho que foi embarcado no porto Búlgaro de Varna para os recebedores UNICOL e TERCEIRENSE RAÇÕES. O navio permanecerá até sexta-feira no nosso porto, altura em que se espera finalizar as operações de descarga.
 Nome: ODYSSEAS.
Tipo: Graneleiro.
IMO: 9595187.
Indicativo: V7XM6.
MMSI: 538007623.
Bandeira: Ilhas Marshall.
Porto de Registo: Majuro.
Número Oficial: 7623.
Donos e Operadores: Navina Maritime SA- Atenas, Grécia.
Classe: Nippon Kaiji Kyokai.
Ano de Construção: 2011.
Estaleiro: Hyundai Mipo Dockyard Co. Ltd.- Ulsan, Coreia do Sul- Casco#6103.
Comprimento Fora a Fora: 186,40 metros.
Boca Máxima: 27,83 metros.
Calado: 10,99 metros.
Arqueação Bruta: 22,662 toneladas.
Porte Bruto: 37,138 toneladas.
Número de Tripulantes: 22.
Gruas: 4X 30,00 toneladas.
Potência de Máquina: 7,860 kW (10,686 hp), 129,00 rpm. 1 hélice FP, 129,00 rpm.
Velocidade de Serviço: 14,50 nós.
Velocidade Máxima: 16,60 nós.
Potência de Geradores Auxiliares: 1,635 kW.
Nome Anterior: Ocean Hawk (09/2011-08/2017).


quarta-feira, 5 de junho de 2019

ESTREIA DO N/T "ROY MAERSK" NO PORTO DA PRAIA DA VITÓRIA


©) Copyright texto e fotos: Cte Rui Carvalho, Terceira.
Pesquisa de dados técnicos: Paul Peixoto, Boston EUA
Fica aqui o registo fotográfico de mais uma estreia de um navio tanque no porto da Praia da Vitória, desta vez o "ROY MAERSK" do gigante operador Dinamarquês Moller AP. Já cá tinham estado os seus irmãos gémeos N/T "CHEMTRANS RIGA"(ver aqui), o N/T "MAERSK RIESA" (ver aqui) e o N/T "MAERSK RHODE ISLAND" (ver aqui). Todos  estes navios descarregaram Fuelóleo para o recebedor BENCOM.
Nome: ROY MAERSK.
Tipo: Produtos Químicos.
IMO: 9306938.
Indicativo: OVSP2.
MMSI: 220289000.
Bandeira: Dinamarca.
Porto de Registo: Odense.
Número Oficial: D4049.
Donos: A.P. Moller- Copenhaga, Dinamarca.
Operadores: Handytankers K/S- Copenhaga, Dinamarca.
Classe: Lloyd's Register.
Ano de Construção: 2005.
Estaleiro: Guangzhou Shipyard International Co. Ltd.- Guangzhou, China- Casco#03130004.
Comprimento Fora a Fora: 171,26 metros.
Boca Máxima: 27,43 metros.
Calado: 11,95 metros.
Arqueação Bruta: 22,184 toneladas.
Porte Bruto: 35,190 toneladas.
Número de Tripulantes: 22.
Potência de Máquina: 7,150 kW (9,721 hp), 127,00 rpm. 2 caldeiras. 1 hélice FP, 127,00 rpm.
Velocidade de Serviço: 14,50 nós.
Potência de Máquinas Auxiliares: 2,889 kW.
Potência de Geradores Auxiliares: 2,730 kW.
Potência de Thrusters: 1,730 kW (2,352 bhp).



terça-feira, 4 de junho de 2019

HSC "Mega Jet" deu início à operação ferry da Atlânticoline no porto da Graciosa


©) Copyright fotos: MM Bettencourt, Graciosa.
Registo do regresso ontem ao porto da Graciosa do HSC "Mega Jet". O navio  deu início à operação ferry da Atlânticoline um pouco mais cedo do que previsto uma vez que existe um atraso na chegada do ferry "Azores Express", que devia ter iniciado a operação a 23 de Maio. É sempre um prazer voltar a ver este navio por cá. Uma saudação especial para o Cpt Vagelis e sua tripulação e para o Comissário, António Lurdes e seu Staf.




segunda-feira, 27 de maio de 2019

HSC "Mega Jet" a caminho dos Açores

Copyright foto: MMBettencourt,Graciosa.
Imagem: MarineTraffic


O HSC "Mega Jet" partiu ontem da Grécia rumo aos Açores, com paragem programada em Ceuta. Avança mais cedo do que inicialmente previsto devido ao atraso com o "Azores Express". 
Resultado de imagem para mega jet + graciosa

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Conheça os excelentes interiores do ferry, "Azores Express"


©) Copyright fotos: Direitos Reservados/ Enviadas por um amigo grego.
É com grande satisfação que apresento as primeiras imagens do interior, totalmente remodelado, do ferry "Azores Express". Alguns sites gregos já haviam feito referência ao facto de o navio estar a sofrer uma profunda alteração no seu interior, assim como, se procederam algumas pequenas alterações no exterior finalizadas com uma nova pintura do casco. Se é uma evidência que o navio não é de construção recente, será também justo perante as imagens reconhecer que este possuí um novo e acolhedor interior. Este post será actualizado brevemente com mais imagens vindas da Grécia, enviadas por um amigo grego a quem agradeço a generosidade!




































sábado, 4 de maio de 2019

Estreia do N/T "B GAS SUMMIT" no porto da Praia da Vitória


Agente de Navegação: Marco Mouro.
©) Copyright texto e fotos: Cte Rui Carvalho, Terceira.
Pesquisa de dados técnicos: Paul Peixoto, Boston EUA
Vídeo: Canal Youtube "Pilotos DGPTG"
Registo da escala de estreia do N/T "B GAS SUMMIT" no porto da Praia da Vitória, onde descarrega um lote de gás butano para consumo industrial e doméstico.
Nome: B GAS SUMMIT.
Tipo: Gás Liquefeito de Petróleo.
IMO: 9710335.
Indicativo: 9HA3934.
MMSI: 256508000.
Bandeira: Malta.
Porto de Registo: Valletta.
Número Oficial: 9710335.
Donos: Stealth Maritime Corp. SA- Atenas, Grécia.
Operadores: B-Gas A/S- Copenhaga, Dinamarca.
Classe: American Bureau of Shipping.
Ano de Construção: 2015.
Estaleiro: Kitanihon Zosen K.K.- Hachinohe, Japão- Casco#586.
Comprimento Fora a Fora: 95,00 metros.
Boca: 15,96 metros.
Calado: 5,50 metros.
Arqueação Bruta: 3,589 toneladas.
Porte Bruto: 3,720 toneladas.
Número de Tripulantes: 13.
Potência de Máquina: 2,500 kW (3,399 hp), 178,00 rpm. 1 hélice FP, 178 rpm.
Velocidade de Serviço: 13,50 nós.
Potência de Geradores Auxiliares: 720 kW.
Potência de Thruster: 320 kW (435,00 bhp).

sexta-feira, 3 de maio de 2019

As primeiras imagens do "Azores Express"

Copyright fotos/Fonte:ellinikiaktoploia.net
Da Grécia, através do amigo Giannis, chega-nos as primeiras imagens do "Azores Express", em trabalhos de pintura em Syros, já com o nome do operador pintado no casco. Hoje, sexta-feira, está previsto o navio voltar aos estaleiros de Perama, para concluir os trabalhos. Segundo foi possível perceber o navio foi alvo de uma grande remodelação, nomeadamente o seu interior.