Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Navio de cruzeiros, "Hamburg", em Santa Maria





© Copyright fotos: Mário Silva, Santa Maria
Navio de cruzeiros, "Hamburg", fotografado hoje em Santa Maria pelo Amigo Mário Silva. O navio operado pela alemã, Plantours & Partner Kreuzfahrten, continua o seu périplo por algumas ilhas açorianas, intitulado "Um Tributo aos Açores".
 Nome: HAMBURG.
Tipo: Passageiros/Cruzeiro. 
IMO: 9138329. 
Indicativo: C6OX6. 
MMSI: 309908000. 
Bandeira: Bahamas. 
Porto de Registo: Nassau.
Matrícula: 730513.
Operadores: Plantours & Partner GmbH- Bremen, Alemanha.
Classe: Germanischer Lloyd. 
Ano de Construção: 1997. 
Data de Entrada ao Activo: 17/06/1997. 
Estaleiro: MTW Schiffswerft GmbH- Wismar, Alemanha. Casco#451. 
Comprimento Fora a Fora: 145,00 metros. 
Comprimento entre Perpendiculares: 125,20. 
Boca: 21,50 metros. 
Pontal: 13,25 metros. 
Calado: 5,10 metros.
Deslocamento: 9,022 toneladas. 
Arqueação Bruta: 15,067 toneladas. 
Arqueação Líquida: 5,092 toneladas. 
Porte Bruto: 1,378 toneladas. 
Número de Convés: 6. Numero de Cabines: 205. Numero de Camas: 423. Numero de Tripulantes: 170.            
Potência de Maquinas: 10.560 kw (14,356 hp). 2 hélices CP, 200,00 rpm. 
Velocidade de Serviço: 18,00 nos 
Potência de Geradores Auxiliares: 7,440 kw. 
Potência de Thrusters: 3,500 kw (4,758 bhp). 
Nome Anterior: C. Columbus (1997-05/2012).
Pesquisa de dados técnicos: Paulo Peixoto, Boston, EUA


4 comentários:

Anónimo disse...

este navio não vem flores

Manuel Bettencourt disse...

Boas caro visitante,
Cancelaram as Flores e a Graciosa, infelizmente!
Abraço
Manuel

Manuel Bettencourt disse...

Boas caro visitante,
Cancelaram as Flores e a Graciosa, infelizmente!
Abraço
Manuel

Anónimo disse...

as ilhas mais pequenas ficam sempre de fora.como querem essas ilhas de coesão cadavez vamos ficando menos querem acabar com tudo