Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Antigo plano de aumento e melhoria das instalações portuárias dos Açores

Um interessante recorte de um jornal (desconhecido), oferecido pelo amigo Valquírio Louro, um apaixonado pelo shipping, tendo exercido durante anos a actividade de Agente de Navegação nesta ilha, não pelo dinheiro, mas principalmente pelo gosto que desde sempre teve por esta actividade.
Convido os estimados visitante a lerem o referido artigo.Interessante constatar que já se previa um ferry-boat, entre Faial e Pico, e obviamente um terminal  de passageiros em cada ilha. Assume-se que a Praia da Vitória passaria a ser o principal porto da ilha Terceira, entre outras questões. Este artigo será do ano 69 ou 70 (dedução  minha), e como já fala em ferrys, faço uma pergunta, passados estes anos todos quando é que assumimos, que esse sistema operacional durante todo o ano daria um forte impulso ao desenvolvimento dos Açores como um todo, ou preferem o desenvolvimento de alguns! Autor e jornal desconhecido.

2 comentários:

Anónimo disse...

O que impressiona é que, mesmo antes da AUTONOMIA, havia uma perspectiva de conjunto!

Manuel disse...

Caro Visitante Obrigado pelo comentário, de facto uma perspectiva clara e com um rumo definido faz muita falta!
Impressionou-me o facto de ver referido ferry-boat neste texto!
Abraço,
Manuel