Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

sábado, 20 de outubro de 2012

N/P "Bremen", no Porto Pipas


 Belas  fotos do Amigo João Mendonça, que registam a escala do navio de cruzeiros "Bremen", da operadora alemã, Hapag Lloyd, hoje no porto Pipas em Angra do Heroísmo, ilha Terceira. Os passageiros do pequeno mas luxuoso navio certamente puderam desfrutar de uma visita à cidade de Angra do Heroísmo, Património Mundial da UNESCO, e não só, pois a ilha tem muitos mais encantos para explorar. 
Certamente enquanto os passageiros contemplavam o património arquitectónico, da cidade, muitos dos angrenses certamente "sonharam" acordados com a possibilidade  de aqui se construir mais um porto na ilha Terceira,  este dedicado a navios de cruzeiros e ferrys, veremos o que o futuro nos reserva para esta histórica e heróica baía.
(©) Copyright fotos: João Manuel Bettencourt Mendonça, Terceira





4 comentários:

Miguel Nóia disse...

Fotos fantásticas do amigo João Mendonça . Embora eu não seja muito a favor do cais de cruzeiros em Angra , pois existe estrutura mais que suficiente para eles na Praia da Vitória, continuo a achar que é emblemático a presente destes no histórico Porto das Pipas . no fundo é um dilema ...e que não deverá ser só meu . Abraço
Miguel Nóia

Manuel disse...

Olá Miguel, sabes bem que a minha opinião é semelhante à tua, mas como o João gostava de ter um porto de cruzeiros e ferrys junto a casa, e como ele é um bom amigo, e o país é rico, que se lixe vamos lá fazer mais um porto em Angra;)
Abraço,
Manuel

Rui Carvalho disse...

Caro MMB

Angra é uma pérola que parada no tempo, tanto esforço para manter a sua traça, que aliás foi apadrinhada pela UNESCO como património da Humanidade.
E agora vai-se deitar tudo às urtigas, esquecer tudo o que se fez e faz ?
Angra = baía abrigada.
Destrua-se pois a baía porque São Miguel tem um cais de paquetes e nós queremos um porto (não um cais ! Um porto novo) porque não somos nada menos do que os nossos compatriotas de São Miguel, e do Faial porque não?
Pois encontremos as razões mais rebuscadas para justificar uma obre megalómana, que o povo acredita, que o povo gosta, que povo vai regozijar de alegria, e ainda por cima nos dará a sua maior riqueza, o voto.
Surpresa, a obra é má e não serve para aquilo que se propõe, azar vamos prá frente que é caminho !
Custa 120 milhões, diz-se que custa 60, o resto é derrapagem, normal !

Assim vai Portugal.

Abraço

ErrE

Manuel disse...

Amigo ErrE, deixa lá isso que construam o porto pois também quero um terminal ferry dedicado no porto da graciosa:) Somos um País mui rico!
Abraço,
Manuel