Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

segunda-feira, 4 de julho de 2016

DGPTG recebe Certificação OHSAS 18001 / NP 4397 Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho


Fontes: Facebook do Porto da Praia da Vitória; APCER
A Direcção Geral dos Portos da Terceira e Graciosa, recebeu a Certificação OHSAS 18001/NP 4397 Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho, atribuída pela APCER no passado mês de Maio. Esta certificação junta-se à Certificação   NP EN ISO 9001:2008 Sistemas de Gestão da Qualidade, esta, atribuída  a todas as Direções Gerais  da Portos dos Açores, SA.

A Certificação  OHSAS 18001/NP 4397, atribuída aos  Portos da DGPTG, Porto da Praia da Vitória, e Porto da Graciosa, foi conseguida graças ao trabalho de todos departamentos e  seus colaboradores, com especial destaque para o Gabinete de Gestão Ambiental, Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, pelo trabalho desenvolvido nesta matéria. 

Os objectivos fundamentais destas normas são:

- Minimização do risco para colaboradores e outras partes interessadas;
- Melhoria do desempenho da organização;
- Factor de suporte e consolidação de uma imagem de responsabilidade social da organização.



Os benefícios da implementação e posterior Certificação pela APCER de um Sistema de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho incluem:

Redução de riscos de acidentes e de doenças profissionais;
Melhoria da imagem da organização;
Evidência do compromisso para o cumprimento da legislação aplicável;
Redução de custos (indemnizações, prémios de seguro, prejuízos resultantes de acidentes, dias de trabalho perdidos);
Melhoria da satisfação e motivação dos colaboradores pela promoção e garantia de um ambiente de trabalho seguro e saudável;
Abrangência das actividades de prevenção a toda a organização;
Redução das taxas de absentismo;
Maior eficácia e pro-actividade ao nível do planeamento operacional.

Sem comentários: