Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

A Atlânticoline, iniciou hoje a pré-selecção das candidaturas entregues pelos 4 concorrentes à construção dos novos ferrys

A Atlânticoline S.A. iniciou esta quarta feira a pré-selecção das candidaturas para a construção dos dois navios destinados ao transporte marítimo de passageiros no Grupo Central.


Foram recepcionadas as candidaturas dos estaleiros Astilleros Armon, de Espanha, da Damen Shipyards, da Holanda, da Piriou - Construction, réparation et ingénierie navale, de França, e da Strategic Marine – Marine Solutions, empresa australiana.
A partir desta data, e de acordo com o previsto nesta fase de pré-selecção, o júri do concurso tem um prazo de 60 dias para apreciar as candidaturas e convidar, então, as empresas, que satisfaçam os requisitos exigidos, para apresentação das propostas técnicas e financeiras para a construção dos navios.
A construção dos novos navios tem como objectivo assegurar o transporte marítimo de passageiros no Grupo Central.
Os dois navios serão do tipo monocasco, com o casco em aço e as superestruturas em alumínio, tendo um deles capacidade para 333 passageiros e 8 viaturas e o segundo para 246 passageiros e 12 viaturas.
Terão rampas de popa para embarque e desembarque de viaturas e passageiros, rampas laterais para passageiros e poderão atingir uma velocidade de 16 nós.
Comunicado e imagen: Atlânticoline

30 comentários:

Anónimo disse...

MORRAM todos, labregos!

Enquano o Estado se debate para salvar empresas nacionais estes labregos entrgam o dinheiro publico a empresas estrangeiras

No proxomo furacao vulcão ou tremor de terra, lembrem-se viana do castelo nós aqui vamos estar batendo palmas

Morram todos no fundo mar!!!

Manuel disse...

Aqui neste blog presa-se o Respeito por todas as pessoas, esse tipo de comentário altamente ofensivo não é aqui bem vindo, pêço-lhe que não volte a visitar nem a comentar.

Ao contrario de Si não desejo mal nenhum a ninguem quer sejam de Viana do Castelo, ou de outro local do País.

Outro comentário deste tipo não será publicado!

Ao contrario de si não desejo que morra, desejo-lhe Saúde!

Manuel

Ricardo disse...

LOL :-)

Manuel disse...

Amigo Ricardo, podemos criticar, discordar, agora desejar a morte ultrapassa todos os limites!




Um Abraço,
Manuel

Rui Carvalho disse...

Caro MMB

Os erros foram de todos, não apenas de alguns, quando se vive à sombra do Estado é normal pensar que vale tudo, mas sem sempre é assim.


Abraço

ErrE

Manuel disse...

Boas, Amigo ErrE, é verdade, mas alguns nada conseguem ver.
Abraço,
Manuel

Cafe Puro disse...

Continuo a discordar deste processo no sentido em que parece-me leviano e redutor, o modo como está a ser pensado.
Para quem conhece a realidade do transporte marítimo no grupo central e sobretudo no triângulo, quer em termos técnicos, quer em termos vivenciais, fica com a ideia que neste processo é preciso é construir 2 navios, não interessa se bem ou mal!!!
Por outro lado, parece não existir qualquer estudo sobre as necessidades actuais e futuras destas ligações marítimas, que permita definir com rigor um plano estratégico e só depois escolher o tipo de embarcações!
Se esse estudo existe estará concerteza errado e suspeito que tenha por base os dados completamente enviezados e condicionados, da ocupação dos navios da atlanticoline nas rotas do grupo central.

Cafe Puro disse...

Tendo em conta que o movimento de passageiros nas ilhas do triangulo, em especial no canal Faial - Pico, não é sazonal.
Tendo em conta o volume desse movimento (cerca de 400000 passageiros por ano!)
Tendo em conta o volume de relações comerciais entre as ilhas do triângulo.
Tendo em conta o enorme potencial decorrente dos pontos anteriores, no transporte crescente de viaturas, que não existe AINDA, por total inadequação de horários e de preços da atlanticoline.
Parece-me totalmente inadequado e castrador que ambos os navios tenham praticamente características semelhantes em termos de exiguidade no transporte de veículos e na velocidade de cruzeiro.
Um dos navios deveria propiciar a ligação EFICAZ entre as 3 ilhas do triângulo, o que significaria necessáriamente maior capacidade de veículos e maior velocidade.
Experimente-se um navio com 25 nós, capacidade para 30-40 veículos e 200-300 passageiros (em rota diária na época baixa e bidiária na época alta) Faial-Pico-S Jorge, e veja-se se não será sustentável...

Manuel disse...

Caro Café Duro, Obrigado pelo comentário, vejo que tem um pensamento parecido com o meu, ou pelo menos posso dizer que fez uma análise com a qual concordo.

Acho que os ferrys estes e eventualmento os maiores deviam ser verdadeiras pontes entre ilhas, e sendo pontes deviam potenciar o desenvolvimento socio-económico, permitindo a circulação de pessoas e bens entre todas as ilhas.

Seria uma "ponte" que ligasse as ilhas de Santa maria ao Corvo.

Ainda à poucos dias lia a história da Fred Olsen nas canárias e da Armas, e fico a pensar que mesmo com este sistema ferry temos dezenas de anos de atraso.

Pior que o atraso é ver que quer rosinhas quer laranjinhas, não me parecem interessados em potenciar os ferrys nos Açores. Por isso se faz ferrys para os Açores sempre com determinadas limitações.

Um Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

Um dia triste para a industria naval Portuguesa que foi impedida de concorrer. Um dia triste mt triste! (quanta hipocrisia qd se refere que os termos do concurso foram alterados). Enfim, o que vale e que o sector naval e fortemente exportador. Mas nao deixa de ser triste, mt triste!

Manuel disse...

Boas Caro Visitante, obviamente que também eu preferia que fosse por exemplo os ENP a construir estes ferrys, mas assim não foi, descutir o concurso também não vou até porque não tenho conhecimento para fazer uma avaliação do mesmo.


Um Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

Boas

Amigo Manuel
O primeiro comentario e fruto talvez da tensao que se vive nos ENVC onde os trabalhadores estão com os salarios em atraso.

Sou de viana e nao subscrevo o que foi dito.

Abraço EN

Manuel disse...

Boas Amigo EN, eu sei que Viana do castelo tem gente boa e que não desejam mal a ninguem, e sei perfeitamente qual a tua opinião, aliás sabes qual a minha.
Compreendo a situação dos ENVC, espero que seja ultrapassada rápidamente, tem-se falado em vários interessados desde os Venezuelanos, Brasil e a Fincatieri, espero que surja uma solução rápidamente.
Um Abraço
Manuel

FranciscoM disse...

Caro Manuel é preciso ter sempre cuidado nas comparações com as Canárias. Sabe que o desemprego anda à volta dos 30% e que a Fred Olsen têm grande parte dos navios à venda!

http://yeyocruisers.blogspot.com/2011/11/fred-olsen-pone-en-venta-parte-de-su.html

Ferries super rápidos podem ser muito bonitinhos, mas também têm um custo muito elevado.

Manuel disse...

Boas FranciscoM, Obrigado pelo comentário. Bem eu gosto muito do design dos HSC, mas não considero estes adequados aos nossos mares e requerem custo de operação elevados, dizem-me que para começarem a ser rentaveis precisam de uma taxa de utilização acima dos 70%.

Eu apenas queria dizer que sou a favor de uma serviço ferry evoluido e potenciador da economia.

Um Abraço,
Manuel

DavidB disse...

Uma pergunta cabe pelo menos um Camião com um contentor dos pequenos?

Manuel disse...

Boas, gosto de o ver por cá, essa pergunta já a fiz mim mesmo, não sei responder, mas posso tentar saber.
Um Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

Faz-me arrepios o deck aberto no mar dos Açores! não entendo!

Eles sao para navegar com que ondulação Manuel?

é que eu olho para este desenho e lembro-me sempre de um passeio
em mar chão nas caraibas!

Abraço EN

Manuel disse...

Amigo EN, a tua observação tem a sua razão, pelo que vejo de algumas imagens de viagens no triângulo não é para brincadeiras, se calhar deviam de ter isso em conta.
Vamos esperar para que apareça mais pormenores sobre estes ferrys.
Abraço,
Manuel

José Castro disse...

Ora viva Amigo Manuel,só para dizer que nem todos em Viana pensam da mesma forma e eu nunca bateria palmas...Um abraço cá de Viana.
JAC

Manuel disse...

Amigo José, eu sei que não bateria palmas, não se preocupe com isso.

Quer o povo dos Açores quer o povo de Viana são boa gente, e o povo propriamente dito não nada tem a ver com as "guerras" do Atlântida ou destas construções.

Um Grande Abraço para Si e para Viana do Castelo,
Manuel

Anónimo disse...

Тhere are a lot of exіsting mеthоԁs on how to
get rid of these maгks.

My websitе: Trilastin

Anónimo disse...

Awesоme blοg! Do you have аny suggestions foг
аspiring ωгiterѕ? Ι'm hoping to start my own site soon but I'm a little lost on evеrуthing.

Would you prοpose startіng ωith a free platform like Wordpresѕ oг gо
for a paid optіοn? There are so
many oрtionѕ оut thегe that I'm completely overwhelmed .. Any recommendations? Kudos!

My site ... http://adanycurses.blogspot.dk

Anónimo disse...

Ηowdy! I'm at work browsing your blog from my new iphone 3gs! Just wanted to say I love reading through your blog and look forward to all your posts! Carry on the outstanding work!

Feel free to visit my homepage - http://wiki.redcarolina.org/index.php?title=Kinds_Of_V2_Cigs_Coupon_Discount_Codes_Available

Anónimo disse...

Wow, this piece of writing is faѕtіdіοus, my sistег iѕ
аnalyzing these kinds of things, thus Ι аm going to let knoω hеr.


Also νisit my weblog - alabamafranchisealliance.com

New Travel disse...

Bom dia Manuel, sabe qual vai ser o preço de cada uma das embarcações

Manuel disse...

Boas Newtravel,


O contrato entre a Atlânticoline SA e os Estaleiros Armon prevê a construção de dois navios de quarenta metros, um com capacidade para cerca de 333 passageiros e oito viaturas e outra para 287 passageiros e 12 viaturas, num investimento total de 18,6 milhões de euros. De acordo com o estabelecido, os navios serão entregues em Agosto e Novembro de 2013.
Nesta altura o processo encontra-se na fase-2, corte da chapa, após a conclusão do processo de design e aprovações necessárias. Concluída a fase 2 da construção, avançará a fase seguinte, a montagem dos blocos fase-3, armamento fase-4, pintura pintura fase-5, lançamento à água fase-6, aprestamento fase-7, testes de mar fase-8, baptismo e entrega fase-9. Ou seja nesta altura o processo segue o seu percurso normal.

Abraço
Manuel

New Travel disse...

Obrigado amigo Manuel, um abraço. E boa sorte ai para os Açores, esperemos que seja um pequeno passo para aquilo que se faz na Madeira com o serviço ferry.

Anónimo disse...

hеllo!,I гeаlly liκe youг wrіtіng verу
so much! ρгoportion we κeep up
а cοrresponԁence eхtra about your post οn AΟL?
Ι need а spеcialist іn this ѕpace to solve mу pгοblem.

Maybe that is you! Taκing a lоok fоrward to seе you.


Feel free to suгf tο my blog post - silkn sensepil review

Anónimo disse...

What's up colleagues, how is all, and what you want to say about
this paragraph, in my view its really amazing for me.


Here is my page; mitesser loswerden