Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

A rampa para o futuro




A construção da rampa Roll-on/Roll-off, do porto da Graciosa, vai decorrendo dentro da normalidade, tendo terminado a fase de dragagem. A data da sua conclusão não me preocupa, pois a época ferry está praticamente encerrada,  preocupa-me e muito  é a fase seguinte à sua construção.
Penso  que qualquer obra portuária, deve fazer parte de um projecto  amplo e objectivo, ou seja, espero que esta e as outras rampas, signifiquem um passo em frente no que ao sistema de transportes marítimos insulares diz respeito, construir para depois disfarçadamente se manter tudo na mesma acho um erro.
Por vezes sonho  que os responsáveis políticos querem implementar um novo sistema, afirmando-se a favor de uma evolução do serviço ferry, mas depois acordo e lembro-me que mais facilmente  movimenta-se uma pedra de 50 toneladas com uma mão, do que se põe o interesse dos açorianos, acima do interesse de alguns açorianos infiltrados nos diversos partidos!
Se as rampas ro-ro, não tiverem a devida utilização, não me falem mais de desertificação das pequenas ilhas, de rapidez dos transportes de carga inter-ilhas,  de qualidade, de versatilidade,  de custos dos transportes etc. Será triste ter as "ferramentas" e não as poder usar a bem dos Açores como um Todo.
(©) Copyright fotos: MM Bettencourt, Graciosa.

8 comentários:

Paulo Farinha disse...

Nem mais amigo Bettencourt. As rampas devem ter uma utilização favorável à fixação dos habitantes das ilhas, ou seja, convergir para um maior desenvolvimento sócio/económico.
Um abraço
Paulo Farinha

Manuel disse...

Amigo Paulo, quer apostar como depois de concluída vão arranjar maneira de limitar a sua utilização?
Em relação aos ferrys, temos muitos anti-corpos por cá, e os políticos sabe bem como são, amigos dos seus amigos!
Abraço
Manuel

Rui Carvalho disse...

Caro MMB

"Dark times my friend, we are living in darkness and shadows ...".

Abraço

ErrE

Manuel disse...

Yes, my friend, we are living in darkness, "the enlightened" continue their mission to destroy and annihilate the future. They are very good in that War.
They are bad people with great power, but I have "HOPE", that one day the honest people will win!

Regards my friend of the "white force"
Manuel

João Bettencourt Mendonça disse...

Caro amigo Manuel, estava com vontade de escrever em língua israelita, mas temo que seja ainda muito cedo para tal.

Aconselho-te a teres mais moderação nos teus sonhos, pois para o ano teremos nova concessão de transportes marítimos “igual” à deste ano e durante mais 3 anos. Talvez a única “GRANDE INOVAÇÃO quanto à política de transportes marítimos” seja a utilização das rampas de popa em detrimento das rampas laterais :-)
Convenhamos que para certas personalidades, isto já se considera ALTA POLÍTICA.

Quanto a mim, já ficava muito satisfeito se o serviço, a partir do próximo ano, passasse a ser ANUAL (infelizmente tb já estou acordado, logo...).

Um abraço
João

Manuel disse...

Amigo João, não sou israelita, sou palestiniano!

Exactamente, como posso sonhar com um futuro diferente, se no horizonte possivelmente vamos ter nos próximos anos operação semelhantes a esta? Como se poderá criar condições para sustentar o mercado inter-ilhas, se não houver uma boa logística, como alguém poderá investir a pensar no mercado açores se esse mercado também será meramente sazonal?
Enfim é o que vamos ter, ferrys mas de forma a não chatear o lado "negro da força"!
Um Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

Boa noite! Com a construção da rampa e o aumento do molhe de proteção do cais de recreio não ser dificultada a entrada de embarcações de pesca? Enfim já no cais de Velas foi a mesma coisa, governo dos açores sempre a pensar de forma errada nos projectos!

Cumprimentos

Manuel disse...

Caro Visitante, de facto tenho ouvido algumas criticas a esta obra, pela dimensão da entrada, uns acham que está bem outros não, eu digo como o "iluminado" - Se não consegues entrar com o teu barco muda de profissão-

Por mim até podem colocar uma comporta!
Abraço e volte sempre
Manuel