Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

domingo, 9 de setembro de 2012

N/F "Espírito Santo", de regresso ao mar




O N/M "Espírito Santo", efectuou a sua manutenção de rotina, na zona de reparação naval no porto da Praia da Vitória,  ao contrario das anteriores que foram efectuadas no continente. Concluída a fase em seco, o navio regressou recentemente ao mar.
O navio “Espirito Santo" é o mais pequeno da frota dos TMG,Lda.- Transportes Marítimos Graciosenses, com 37,5 metros de comprimento e 8,5 metros de boca, este navio foi construído em 1964 em Løland MV, Leirvik, Noruega, como um ferry ro-ro combinado com o transporte de carga, tinha capacidade para 50 passageiros e 11 viaturas, seu primeiro nome foi “Nauma II” nome que ostentou até 1985 quando então mudou de nome e passou a chamar-se "Vefsna", de 1985 - 1993 fez a rota entre a pequena cidade Sandnessjøen e a ilha Træna para a Helgeland Trafikkselskap. em 1993 os TMG,Lda., adquiriram-no e passou então a chamar-se “Espirito Santo”.
Este navio embora pequeno é versátil, a sua lotação de passageiros foi sendo reduzida e é agora de 12 passageiros, um bilhete Graciosa-Terceira, custa cerca de 20 euros, ( esta viagem pode estar condicionada se for transportado gás), o carregamento das viaturas e carga é feita pela grua do navio com capacidade para 3,5 tons, o “Espírito Santo” mantém na popa as suas portas e o suporte para a rampa, que usava na Noruega, e que não escondem a sua identidade de ferry, nas suas cargas transportadas para o porto da Graciosa, também se inclui embora em caso especiais contentores de combustível (TK) e contentores frigoríficos, de 20´.
Apetece-me dizer que os navios não se medem aos metros, e que pela sua polivalência, este é um modelo de navio interessante, pois pode combinar passageiros, viaturas e carga.
(©) Copyright fotos: João M. Bettencourt Mendonça, Terceira.



7 comentários:

Rui Carvalho disse...

Caro MMB

Já está pronto para servir mais 20 anos a Graciosa.
Está aí para durar e transportar muita carga de e para a ilha.

Abraço

ErrE

Manuel disse...

Boas ErrE, como sabes o que penso, isto é uma pequena provocação!!!
Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

Boa Noite,

Alguem sabe qual o servico que o rebocador varado ao lado presta e o nome?

Abraco,

Paulo Peixoto

Rui Carvalho disse...

Caro Paulo

Que esteja bem.
Suspeito que tenha estado de férias pois as belas fotos do porto de Boston não nos teem chegado com frequência.
O rebocador pertence à empresa SOMAGUE e encontra-se inactivo à já algum tempo.
Chama-se MIRANDA DO DOURO.

Abraço

ErrE

http://www.shipspotting.com/gallery/photo.php?lid=853701

Anónimo disse...

Boa Tarde Rui,

Obrigado pela informacao. Eu nao tenho mandado fotos de aqui porque sinceramente nao tem aparecido embarcacao de algum interesse. Mas devo mandar brevemente. Este rebocador nao deve ter IMO porque nao consigo arranjar informacao sobre ele.

Abraco,

Paulo

Anónimo disse...

O Miranda do Douro foi construido na Polónia por Odra Shipyard. 1990. Tem 92 tons gross, 21m de comprimento e 1 motor Sulzer-Cegielski de 570 cv.É similar ao rebocador Eng. Pedro Barreto.
P.Del.

Manuel disse...

Caro Visitante, obrigado pela sua informação, também eu nada encontrei sobre este rebocador!
Abraço e volte sempre
Manuel