Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Ferry "Mestre Simão", em Angra do Heroísmo



© Copyright fotos: Mário Silva, Terceira.
Ferry, "Mestre Simão", fotografado hoje em Angra do Heroísmo, pelo amigo Mário Silva, na última viagem de 2015 da denominada, "Linha Lilás", que assegura o transporte sazonal de passageiros, de junho a setembro, entre as ilhas do Faial, Pico, São Jorge e Terceira.




7 comentários:

EVT - net disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
CAP CRÉUS disse...

Então e depois, as pessoas deslocam-se como?

Anónimo disse...

A observação de EVT-net parece muito pertinente. Não basta mudar os nomes....
Por outro lado, sinceramente, não entendo a interrogação do CAP CRÉUS!

Anónimo disse...

Seria muito interessante que a Atlanticoline iniciasse a sua atividade como detentora da Transmaçor com a continuação da linha liláz durante o inverno, mantendo assim a ligação entre o Porto das Pipas na ilha Terceira e o porto da Calheta em São Jorge.

Apesar de sermos um arquipélago. continuamos, contrariamente ao que se passava à 30 anos atrás, a não ter ligações regulares entre todas as ilhas dos Açores e neste caso concreto, entre todas as ilhas do grupo Central.

Gostava de ver essa "experiência" implementada pela Atlanticoline e como é inverno, pode ser que os lobbys estejam mais "permissivos" a essa inovação.

Cumprimentos
EVT

CAP CRÉUS disse...

O anónimo não percebeu eu explico:
"...assegura o transporte sazonal de passageiros, de junho a setembro, entre as ilhas do Faial, Pico, São Jorge e Terceira."
A pergunta era sobre qual a forma de as pessoas se deslocarem entre Outubro e Maio.
Qual é o Navio? Qual a rota? E por aí fora.

Manuel Bettencourt disse...

Boas amigo Cap Créus,

Eu percebi a pergunta e devia ter respondido logo. Agora só a nado, ou de boleia nos TMG ou em alguma traineira :)

Opção é o abião :)

Abraço
Manuel

CAP CRÉUS disse...

Era essa a ideia que tinha e lamento imenso.
Não faz sentido algum.
Passaram uns 30 anos e as coisas pioraram.
Não entendo.

Um abraço