Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

N/M "FRI BREVIK" na Praia da Vitória

Descarregar o mais rápidamente possível as 3500 toneladas de cevada para o recebedor TERCEIRENSE RAÇÕES acondicionadas a bordo do N/M "FRI BREVIK" constituiu o grande desafio para a Empresa de Operações Portuárias da Praia da Vitória esta semana. Embora a logística deste recebedor na recepção e transporte da carga seja claramente inferior à de outros, foi possível "safar" o navio das condições meteorológicas muito adversas que fustigaram os Açores neste fim-de-semana no que respeita à sua descarga. Uma depressão de evolução fulminante originou ventos com rajadas na ordem 100 Km/h. com ondulação dos quadrantes Norte até os 9 metros de altura. Não será por certo um passeio domingueiro o que espera estes marinheiros no seu regresso ao "Velho Mundo", ainda por cima em lastro.
Nome: FRI BREVIK
Data e Hora da entrada: 06-10-2010 - 12:00
Indicativo de chamada: ZDGE8
Nº IMO: 9190183
Porto de registo: GIBRALTAR.

Bandeira: GIBRALTAR.
Ano de construção: 2001.
Comprimento f. a f.: 89,25 mts.
Boca máxima: 13,40 mts.
Porte (DWT): 3792 tons.
Arqueação bruta: 2868 Mtons.
Arqueação líquida: 1613 Mtons.
Calado máximo à entrada: 5,60 mts.
Último porto: PORTBURY (R.U.).
Próximo porto: Aguarda Ordens.
Tipo de carga: 3500 Tons. de Cevada.
Potência da máquina principal: 1800 KW.
Potência do auxiliar de proa: 240 KW.
Armador: Hoyergruppen AS / Vealos AS.
Agência: Thomé de Castro Sucrs. Lda - José Soares.
Nome do Comandante: Igor Saskov.
Piloto de serviço: Miguel Conceição
.
(©) Copyright texto: Rui Carvalho, Praia da Vitória.
(©) Copyrights fotos: 1ª e 7ª Duarte Lourenço; 2ª a 6ª Henrique D´Almeida, Praia da Vitória.

Sem comentários: