Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

terça-feira, 13 de julho de 2010

Uma missiva para Aveiro




Missiva: Caro Comandante Ivanoel, agradeço a sua disponibilidade e simpatia. O nosso amigo Manuel Bettencourt da ilha Graciosa vai adorar tanto quanto eu rever o "Ilha Azul". Como podemos constatar o navio continua em muito boa forma, graças ao seu excelente trabalho e dedicação. É de facto uma pena estar parado no porto de Aveiro há tanto tempo, pois com uma intervenção adequada no propulsor de proa e nas máquinas estaria agora a navegar com toda a dignidade e capacidade exigida ao serviço público. Além disso seria muito mais barato ao erário público com certeza absoluta. Assim vai a Marinha Mercante Portuguesa. Como se diz por cá - Uma tristeza! Rui Carvalho.
Copyright texto : Rui Carvalho, Praia da Vitória.
Copyright fotos: Cte. Ivanoel Moreira, Aveiro.

3 comentários:

Bruno Rodrigues disse...

Realmente é uma pena. Ao erário público não fazia mal nenhum (pelo contrário) ter o Ilha Azul em vez do Hellenic Wind, a "beber" os seus 5000 litros por hora...!

Tiago Neves disse...

Há bastante tempo que este navio se encontra aqui no Porto de Aveiro. Se ainda fosse um navio velho, como alguns bacalhoeiros que por aqui há, mas não, além de relativamente novo, é bastante capaz.

Infelizmente é assim que se quer.

Já agora, parabéns pelo blog!

Continuem o bom trabalho.

Cumprimentos,
Tiago Neves.
www.roda-do-leme.com

Manuel disse...

Caro Bruno e Tiago, nesta missiva do Amigo Rui Carvalho, fica patente a sua preocupação para com a marinha mercante portuguesa, é pena este navio estar parado, mas também concordo com o Rui quando ele refere que seria necessario algumas melhorias.
Eu gosto deste navio porque nele fiz bons Amigos, que ainda estão no Ilha azul como o meu Amigo Pinto.
Continuo com as mesmas duvidas que é qual o futuro ferry nos Açores, só passageiros e carros ou avançamos para a carga rodada.
Quanto aos ferrys que cá andam gosto dos dois , cada um com as suas caracteristicas.
Já agora aproveito para Agradecer ao Sr. Comandante Ivanoel e ao Amigo Rui Carvalho, este post.
Abraço,
Manuel