Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

terça-feira, 22 de maio de 2012

Movimento no porto da Praia da Vitória - 21.05.2012

Às 07:00 horas chegou o "INSULAR" da Transinsular para o cais -12 Sul.


 - Às 09:30 horas entrava o "COASTAL VENTURE" para o cais -12 Centro.
- Às 10:00 horas  estava posicionada a draga "ILHÉU DA MINA" na posição -12 Norte.


 Algumas fotos do interessante e sempre bonito movimento portuário, registado no porto da Praia da Vitória, ilha Terceira, dia 21 de Maio 2012.
(©) Copyright fotos: Cmdt Rui Carvalho.

 - Às 14:00 horas atracava o "EXPRESS SANTORINI" no cais -7 onde ficaria até hoje (22-maio) devido a ter cancelado a suas restantes escalas de ontem.
 - Às 13:30 horas  acostava no terminal de cimento o "MADEIRA" depois de 12 dias fundeado em Angra do Heroísmo.



- Às 20:00 horas e para terminar as entradas do dia chegou o "ALFA SKY" para o cais -10.

7 comentários:

João Gonçalves disse...

Caro Manuel Bettencourt, parece-me que os profissionais que surgem nas fotos não utilizam o EPI completo, nomeadamente o capacete. Abraço.

Manuel disse...

Amigo João Gonçalves, não posso e não devo comentar, mas penso que aquele boné tem protecção.
Sou defensor dos Epi´s, tal como o meu amigo.
Abraço,
Manuel

Rui Carvalho disse...

Meus Caros

Efetivamente usam sempre o capacete, mas nas fotos ficam mais bonitos sem o dito.

Abraço

ErrE

PS - Como os santos da casa não fazem milagres, os únicos que não usam nada são os da Administração Portuária, um nojo !

João Gonçalves disse...

Caro Manuel Maria,
a questão que se coloca é se, em caso de acidente com consequências gravosas que poderiam ter sido limitadas pelo uso de EPI, as seguradoras podem invocar essa justificação para limitar as indemnizações às vítimas. Porque o uso de EPI está na lei e, julgo, nos regulamentos das empresas. Será que o pessoal que não utiliza o EPI e os que utilizam o EPI incorretamente, (por exemplo coletes de salvação desapertados), têm consciência disto?
As seguradoras vão ser cada vez mais rigorosas na indemnização às vítimas. Lembro também, por exemplo, os pescadores das embarcações locais de boca aberta, cuja lei obriga ao uso do colete. Porque os processos de decisão das indemnizações são processos resolvidos por gabinetes de advogados, muitas vezes longe geográfica e emocionalmente das vítimas.
Abraço.

Manuel disse...

Amigo ErrE, eu não posso dizer tudo aquilo que me vai na alma sobre segurança, tu sabes o que penso.

Amigo João Gonçalves, de uma forma geral existe uma grande falta de cultura de segurança, é incrivel, ver pessoas não usar os EPI´s, quando este protegem o utilizador e em ultima análise como muito bem diz a sua família.

Espero que as pessoas responsáveis leiam os vossos comentários, e entendam a mensagem. Existe questões que requerem actuação, mas parece-me que certos estão acima da lei, e fecha-se os olhos, vou ficar por aqui.
Obviamente não me estou a referir em concreto à PVT.

Um Abraço,
Manuel

Victor - Funchal disse...

Muito interessantes estes 3 posts sobre o Porto da Praia da Vitória culminando neste último (cereja no topo do bolo). Continue o bom "trabalho" e agradecimentos desde já aos colaboradores.

Manuel disse...

Boas Amigo Victor, de facto isto só é possivel porque contamos com amigos na PVT, que nos mostram estes dias especiais.
Um Abraço,
Manuel