Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Novo ferry, "Gilberto Mariano", no porto da Horta - Reportagem fotográfica de Miguel Nóia







© Copyright fotos: Miguel Nóia, Faial.
Chegou hoje ao porto da Horta, o novo ferry da Atlânticoline, "Gilberto Mariano", que juntamente com o já entregue, "Mestre Simão", foi encomendado pela empresa açoriana aos estaleiros Armon, Burela, em Espanha.
O Amigo Miguel Nóia, oferece-nos generosamente esta alargada reportagem fotográfica, que documenta o importante acontecimento, Obrigado!
Nome: GILBERTO MARIANO.
IMO: 9690494.
Indicativo de Chamada: CSMG.
Numero de MMSI: 204701390.
Numero de Matricula: H-233-TL.
Bandeira: Portugal.
Porto de Registo: Horta.
Operadores: Atlanticoline SA.- Ponta Delgada, Sao Miguel, Acores.
Class: Bureau Veritas.
Ano de Construção: 2013.
Estaleiros: Astilleros Armon Burela SA- Burela, Espanha. (Casco). Casco#735.
                  Astilleros Armon SA- Navia, Espanha. (Resto de Embarcacao). Casco#735.
Construcao de Casco: Ferro.
Comprimento Fora a Fora: 40,00 metros.
Comprimento entre Perpendiculares: 37,40 metros.
Boca: 10,75 metros.
Pontal: 7,63 metros.
Calado: 3,00 metros.
Numero de Conves: 1.
Capacidade: 287 passageiros e 12 viaturas
Arqueacao Bruta: 748,00 toneladas.
Porte Bruto: 109,00 toneladas.
Potencia de Maquinas: 2X M.T.U. (Alemanha), 16V4000M63L, 16 cilindros, 170 X 210, 6,092 hp (4,480 kw), 2 helices, 1,800 rpm.
Trabalho de pesquisa de dados técnicos: Paulo Peixoto, Boston.




Vídeo de Manuel Soares, Faial.

5 comentários:

CAP CRÉUS disse...

Prevejo um futuro negro, para as outras embarcações. :-(

Manuel Bettencourt disse...

É bem capaz, mas nada ouvi sobre isso!

Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

Após ver alguns vídeos de dias com mau tempo no canal com os navios que ainda fazem as ligações pergunto se nesse tipo de dias estes novos navios irão abster-se de levar viaturas ou como é que são seguras as viaturas de maneira a não haver estragos nas mesmas? Cada uma é presa ao deck com cabos de aço?

Manuel Bettencourt disse...

Caro Visitante,

penso que em determinados dias talvez não seja possível o embarque de viaturas (dedução minha). Contudo pelo que sei ter aquela zona das viaturas cardeck fechado implica(va) algumas exigências técnicas!

Cumprimentos,
Manuel

Anónimo disse...

o grupo ocidental ficou de fora