Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

domingo, 6 de maio de 2012

Lanchas de Pilotos "Joss Van Hurtere" e "Diogo de Teive" na Horta




A Safehaven Marine, Irlanda, depois da entrega das lanchas de Pilotos, "João Vaz Corte-Real", e "Alvaro de Ornelas", efectua agora a entrega das duas últimas unidades modelo "Interceptor 38", de nome, "Diogo de Teive" e "Joss Van Hurtere", que serão adstritas aos portos das Lajes das Flores e Horta, respectivamente.
Lembro que se trata de uma encomenda efectuada ainda pela APTO, SA, que visa modernizar e incrementar a segurança do serviço de Pilotagem, sendo que estas unidades estão equipadas com molhelha e gato-de-escape, que lhe conferem uma maior polivalência, de grande valia em especial em pequenos portos sem rebocador "residente".
(©) Copyright fotos: Miguel Nóia, Faial.
 "Diogo de Teive"
"Diogo de Teive foi capitão de caravela e escudeiro do Casa do Infante D. Henrique.
Diogo de Teive, barco da Capitania do Porto da Praia da Vitória, ilha Terceira, Açores cujo nome foi dado em homenagem ao navegador.
Diogo de Teive, barco da Capitania do Porto da Praia da Vitória, em dia de mar bravo.Desembarcou na Ilha de Jesus Cristo (Terceira) em 1 de Janeiro de 1451, como ouvidor do Infante D. Henrique. Realizou duas viagens de exploração para Ocidente do Mar dos Açores. Em 1452, no regresso de sua segunda viagem, descobriu as ilhas das Flores e do Corvo. Inicialmente foram consideradas um novo arquipélago, e receberam o nome de Ilhas Floreiras. "
"Joss Van Hurtere"
"Joss Van Hurtere, era filho de Leonard de Hurtere e neto de outro de igual nome. A família Hurtere eram governadores da terra de Wynendaele (hoje Wijnendale), no território de Torhout, na Flandres Ocidental[1]. Já Marcelino Lima dizia que o senhorio dos Hurteres era situado em Hagenbruck, e não Moerkirchen.
Em 1465, Joss de Hurtere desembarca na ilha do Faial com mais 15 compatriotas, onde permanecem por um ano, com o intuito de descobrirem prata e estanho. A designação henriquina da ilha era "Ilha de São Luís". Em 1467, regressa com uma expedição organizada com o fim de iniciar o povoamento. Junto com ele, desembarcam Balduíno e Jossina, seus irmãos, e um primo de nome António. Foram estes os antepassados da genealogia da família Utras (ou Dutras).
Em 21 de Fevereiro de 1468, o Infante D. Fernando concede-lhe a Capitania do Faial. Em 29 de Dezembro de 1482, a Infanta D. Beatriz incorpora a ilha do Pico na sua capitania. A 15 de Outubro de 1484 é emitido um alvará que concede a Joss de Hurtere o foro de cavaleiro da Casa do Duque de Viseu."
(©) Copyright texto biográfico: Wikipédia.

Sem comentários: