Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Erupção vulcânica em El Hierro.

La isla del Hierro se encuentra en situación de alerta roja volcánica desde que el lunes se inició una erupción volcánica submarina, seguida por otra a 2500 m de la costa y 500 m de profundidad después de dos meses de continuos microsismos. Se ha evacuado la población cercana de La Restinga y enviados fuerzas y recursos desde las restantes islas. Los buques V. Tauce y Bonanza navegan hacia la isla con sus horarios habituales. En la captura de LTodo se aprecia la situación de ambos buques a las 2000h. La zona de exclusion para la navegación está indicada al sur de la isla. Los habitantes de Açores han tenido numerosas incidencias de este tipo por su condición de islas de origen volcánico.
Mancha de "lapili" ligero y azufre, al sur de la Restinga. ElMundo.
Eslora Total: 120 m
Manga: 19,50 m
Calado: 5.30 m
Puntal: 12 m
Potencia Propulsora: 2x4.624 Bph
Velocidad de Servicio: 18 Nudos
Autonomía: 4.500 millas
Capacidad de Pasaje: 450
Capacidad de Vehículos: 96 trailers
Tripulación: 18
Camarotes: 76

En las fotos apreciamos la llegada ayer del V. Tauce con el Adventure OTS en puerto. El V. de Tauce volvió a salir a las 1400h de hoy hacia El Hierro.
Más información: Diario de Avisos y La Opinión.

8 comentários:

Victor disse...

Uma coisa é certa. Caso seja preciso evacuar os habitantes da ilha toda (uns 11.000), ferrys para isso nas ilhas Canárias é coisa que não falta... Entretanto aqui na Madeira temos acompanhado a situação com atenção.

BERMAXO disse...

Aqui en Canarias estamos todos pendientes de las noticias que nos llegan del Hierro,me alegro de pasar por aqui saludos

Manuel disse...

Boas Amigos, Bermaxo e Victor, a minha solidariedade, para com os habitantes de Hierro.
Um Abraço
Manuel

Anónimo disse...

Boas Manuel

Morando eu no Continente sempre me preguntei a mim mesmo, como seria, ou se me imaginaria morar em cima de uma bomba relógio como são as ihas vulcanicamente activas.

Nunca te passa pela cabeça isso? ter que abandonar tudo de um dia para o outro?
como é pensar nisso?

Abraço

Manuel disse...

Boas Caro Visitante, estamos habituados a sentir o chão tremer,mas claro que tenho medo, até porque me lembro sempre do sismo de 1 de Janeiro de 1980, quanto a mudar de sitio nem pensar esta é a minha terra, não te esqueças que Lisboa também sofreu um grande sismo, por isso ninguem está seguro.
Um Abraço
Manuel

Anónimo disse...

Tenho acompanhado com atençao o que se passa en Hierro,
Penso que seja uma boa liçao para as nossas autoridades!
desejo que tudo isso termine depressa.
Mas, todo o circo que se criou em torno deste acontecimento, as reações das polulações desiludidas por nao poderem regressar a suas casas
A forma como as autoridades e cientistas tem lidado com o caso sobre tudo a forma como lidam com os populares e os informam, deve ser ser alvo de estudo.
Estariamos nós melhor preparados?

todos sabemos mais tarde ou mais cedo, vai acontecer!

Manuel disse...

Boas Caro Visitante, o seu comentário é inteligente, merece reflexão, talvez um post sobre a capacidade de evacuação nas nossas ilhas ajude.
Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

Que o diabo seja surdo e mudo!!

O problema maior nem se coloca na capacidade de evacuar ou nao, mas sim, em saber se os cidadãos estão preparados para saber reagir da forma correta numa situaçao de crise

Neste campo até acho que estamos melhor que as Ilhas Canarias, acho que a CVARG - Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos da Universidade dos Açores tem feito um excelente trabalho.

Talvez o colega Espanhol que costuma participar neste blog possa dar a sua avaliaçao do que correu bem e menos bem na gestao da crise em El Hierro.

Ah é verdade a mensagem acima e esta são do amigo do link!:D