Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

domingo, 9 de outubro de 2011

Governo em negociações para vender navio "Atlântida", parado desde 2008


Tenho uma opinião sobre esta "história", mas ainda não chegou o momento ideal para partilha-la.
Vídeo: Sic Notícias.

19 comentários:

Anónimo disse...

Este navio tem todas as condições para navegar nos Açores. Só não veio por culpa das intervenções inoportunas do deputado do PSD eng. Jorge Macedo.
Se aquele deputado estivesse calado este navio estava a navegar nos Açores. Este senhor tem vindo a prestar um péssimo serviço à politica de transportes e portos nos Açores. É o que o PSD tem

Manuel disse...

Boas Caro Visitante, Obrigado pelo comentário e visita.

Compreendo aquilo que quer dizer, mas o deputado em questão da oposição, não poderia nem devia ter mais "poder" que os governantes.

Quanto a esta história o erro está antes da construção e não na construção ou pós-construção, tudo isto que aconteceu é resultado da fase inicial, se este projecto não tivesse um erro de projecto ao nivel do centro de gravidade, não estavamos agora a comentar.

Enfim isto é uma história muito longa, com vários culpados, resumindo numa frase que li e que resume a minha opinião diria " o navio não foi mal construido, foi mal projectado".

Abraço,
Manuel

Elvio Leão disse...

Isso mesmo, mal projetado, se a construção foi feita, como tem que ser, segundo o projeto e o navio saíu mal o erro nunca pode ser do construtor mas sim de quem o projetou. Já alguem pediu responsabilidades a quem fez o projeto? Nunca ouvi isso. Vamos esperar para ver.
Cumprimentos do Porto Santo
Elvio

Manuel disse...

Boas Elvio, tudo seria normal se os ENVC não tivessem assumido o projecto como sendo seu, ai está o problema.

Não quero falar muito aqui sobre isto, mas se estiver errado que me corrijam.
Abraço,
Manuel

Rui Carvalho disse...

Caro MMB

Vi a reportagem e cheguei á conclusão que os senhores almirantes e administradores da EMPORDEF são os mais isentos que se poderia arranjar em Portugal para opinar sobre esta porcaria de navio.
Bonito seria a SIC investigar como se chegou a esta situação e já agora fazer com que 3 ou 4 possam passar uns tempos a ver a lua aos quadradinhos.
Isso sim é que era um serviço feito à Pátria Portuguesa.
Tenham vergonha.
Portugal está como está devido a coisas como estas que levaram ao fracasso do Atlântida.

Abraço

ErrE

Anónimo disse...

Se a velocidade supera os 19 Nós....

Escolheram a desculpa da velocidade dos 16.4 porque?
podiam ter escolhido a desculpa do calado!
A quem nao interessa aumentar o calado dos portos de ST Maria e S.Jorge?

Nao era muito melhor para todos aumentar o calado desses portos e ter um navio proprio pra todo ano?

Meus amigos isto é um caso de Policia desde o inicio! vamos esperar que haja justiça!
coisa que nao acredito que aconteça neste Pais!

Abraço!

Manuel disse...

Meus Amigos ErrE e Anónimo, para alguem ir preso era preciso vivermos num País a sério, mas vivemos em Portugal, e a cadeia não foi feita para todos os cidadãos, há uns que estão acima da lei e bem protegidos, bela democracia esta!
Um Abraço para os dois
Manuel

henrique almeida disse...

Realmente.. Tudo sabe criticar. Até porque é muito mais fácil ficar a falar sobre as merdas do passado do que agir e mudar esse, infelizmente, triste presente.

Manuel disse...

Amigo Henrique, não são criticas são reflexões sobre uma das maiores vergonhas do nosso País.

Para se evoluir como país é preciso refletir sobre o passado para projectar um futuro sem os mesmos erros, meter a cabeça na areia não resolve nada, eu sei que tu sabes muito mais do que aquilo que dizes, até porque ao contrario de mim tens formação nesta area.

Um Abraço,
Manuel

Rui Carvalho disse...

Caro MMB

"Ganda" maluco este D'Almeida, sim senhor!
Abraço
ErrE

Manuel disse...

Caro ErrE, devemos fazer como o D´Almeida diz e pensar que "castigo" vamos lhe aplicar no futuro, estou a ver que o homem está bué marado.
Saludos,
El Manolo

Bruno Rodrigues disse...

Parece que o navio ultrapassa os 19 nós em 2011, mas em 2009 foi o que se viu. Sabe-se lá se não modificaram as máquinas para esta viagem estranha de Viana para Lisboa, ou se não iam com as máquinas a 100% para chegar a esse valor (eram suposto andar a 18 ou 19 nós a 85% da potência, se bem me recordo), ou se calhar meteram nitro hehe. Faz-me lembrar os Fala Quem Sabe a enfiar nitro nos tractores...

Manuel disse...

Boas Bruno, fazes umas perguntas inteligentes,mas que não sei responder, sei que ele tem uma nova pintura no casco submerso à base de silicone e que isso lhe faz ganhar velocidade, mas não ao ponto de resolver o problema da velocidade.
Abraço,
Manuel

henrique disse...

Sócios!!!! estou concentradíssimo nas minhas afirmações. Tenho a impressão que fazeis parte do clube dos "Migueis Sousas Tavares" com o qual não me identifico.

O vento é uma imensa quantidade de ar.
(E ar é o que não falta dentro dessas cabecinhas!)

Manuel disse...

Sócio! e Amigo, estou preocupado contigo, eu tenho ar na cabeça? tá bem pá! mas olha que começo a pensar que certos tipos que conheço que andaram em navios tanque, ficaram afectados pelo cheiro a gasolina (algo que está cientificamente provado), estes gases ao entrar no sistema respiratório, acabam por eliminar determinadas celulas muito importantes, ao contrario quem andou em porta-contentores fica mais atinadinho.

Saludos Amigo
Manuel

Sr. Ignorante disse...

Não percebo nada disto mas surgem-me umas perguntinhas: "O navio ultrapassou a velocidade contratada, quando vinha do norte para Lisboa (alfeite)?" Calma aí... Nesse dia tava uma forte nortada? :D A que velocidade tava o vento a favor e a corrente a favor? Ia vazio? As velocidades de serviço oficiais não têm de ser atingidas com carga máxima? E é verdade que pintaram o navio há tempos com a tal nova tinta de silicone que oferece menos atrito e permite ganhos de velocidade e redução de consumo? Um abraço de solidariedade aos ignorantes como eu que também ficaram a matutar nestas pequenas coisinhas e outras das quais não me tenha lembrado. :)

Manuel disse...

Boas caro Visitante, e já agora pergunte também "não seria normal o cmdte ser português para um navio português efectuar provas de mar, este não devia ter saido de um porto e voltado ao mesmo porto?" ficamos por aqui!
Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

E parece que faltam mais alguns dados, é pena que os jornalistas não se interessem por este assunto, o contrato que foi feito aos Gregos para ter dois barcos a operarem entre ilhas, os milhoes de euros que um graduado militar recebeu e fugiu para a Tailandia A alegada falta de velocidade do barco foi culpa de quem mandava por toneladas de equipamentos, ora o motor do barco estava preparado para x de toneladas, fora colocadas muito mais, do que estamos á espera, milagres?. Se calhar quem mandou la por mais essas toneladas a mais de equipamentos estava á espera de luvas como é costume no nosso meio, ve-se todas as obras publicas que sofrem derrapagens de milhoes, para encher os bolsos aos politicos corruptos e aos partidos.
Se houvesse coragem e honestidade de quem governa, colocava o Atlantida a fazer as carreiras entre ilhas de borla, gratis, com pessoal da nossa marinha, visto ela estar ao serviço do povo, como gostam de dizer os graduados dessas instituições.E sempre servia para o cumprímento do serviço militar dessa tripulação

Manuel disse...

Boas Caro Visitante, quanto a mim a raiz do mal está no projecto russo. Mas é melhor eu estar calado porque não quero receber mais insultos sem ter nada a ver com isto.
Abraço
Manuel