Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Reflexão de um dia!!! A vida apaixonant​e de um marítimo



 Hoje, o dia foi um pouco diferente do habitual, navegamos com uma equipa Britânica de combate à pirataria, andamos hoje em exercícios e a termos formação para tal aparatos.
É um pouco estranho navegar pela primeira vez nestas águas, da primeira vez que aqui passei, estávamos todos preocupados e muito alarmados, desta vez as coisas estão um pouco distintas e já estamos um pouco mais relaxados, já temos mais confiança no profissionalismo destas empresas que nos acompanham…
Hoje o dia amanheceu a atingir os 40º, está muito calor e só me apetece comer fruta.
Tivemos hoje um clandestino a bordo, um passarito entrou todo desorientado na ponte de comando, pobrezitos, estava todo assustado, então agarrei o e pu-lo la fora, com certeza ficou agradecido, é intrigante como que um passarito tão pequenino viaja tanto, sem nunca parar, estamos a cerca de 100 milhas da costa e isto é só passaritos, parecem mosquitos, nuvens de mosquitos e são de tantas cores, tantos tamanho, tantas formas, uns redondinhos que parecem bolas com asitas e umas pernitas que parecem palitos, outros maiores e robustos que parecem galinhas voadoras haha, nos humanos necessitamos de um conjunto tão grande de aparatos para nos orientarmos e seguirmos para algum sitio e estes pequenos animais que julgamos n terem inteligência alguma, com uma batida de asas viajam quilómetros sobre agua sem ver nada nem mesmo terra, sem descansar, e vão viajando assim ao sabor do vento, a natureza é inacreditável e onde menos esperamos encontrar coisas distintas, elas aparecem…
Tem sido um dia diferente e igualmente entusiasmante, a partir de hoje começam os quartos dobrados de 6 horas, durante a próxima semana, vou andar mais cansado ainda, mas maravilhado d avida, com estas pequenas coisitas.
Estranhamente não se avista nenhum navio, pelo menos visível a olho nu, parece que navegamos sozinhos nesta imensidão azul, já não estava habituado a olhar para o horizonte e não o ver manchado de barras de aço, ou de algum tom acastanhado manchado pelas luzes artificialmente produzidas das nossas florestas de betão.
Vivemos num mundo politico, não digo civilizado porque, não o considero como tal, basta irmos a um país árabe e a nossa opinião transforma logo, são culturas diferentes, mas também tenho noção que essas culturas são essenciais para a diversidade económica do planeta em que vivemos, e são estas culturas (muito estranhas), que só nos fazem querer andar à pêra com eles (LITERALMENTE), PORQUE vêm para o navio aos gritos e tratam-nos super mal, só porque  o pais deles têm petróleo?? Mas que raio de mentalidade é aquela? Não sei, tratam-nos mal porque somos inferiores? Inferior em quê? Não sei, mas também não quero saber nem quero pensar nisso, mas país árabe, não me terá de férias muito facilmente, pelo menos é a opinião que ostento agora, o que não quer dizer que não possa muda-la, são ideias, vivências e experiências.
O ser humano é um ser social, assim definido, como ser politico, mas até que ponto isto será uma verdade? Não sei nem entendo nada daquilo que me rodeia, por mais que tentemos, nós não somos políticos nem civilizados, a não ser que o civismo seja feito com armas e a política seja feita com economia, em vez do diálogo.
As novas tecnologias a bordo como em qualquer outro lado, vieram para nos facilitar, mas até que ponto? Até que ponto será uma vantagem, aos poucos e poucos com o avanço do homem e da ciência vamo-nos tornando cada vez mais independentes dessas pequenas coisas, mais agarrados, mais comodista, será que isto é ser Humano?, ou será que estamos a transcender para uma evolução qualquer da qual eu não quero estar presente…
Quero poder olhar pela janela de casa e ver verde, e não um branco feito de betão, quero respirar ar puro, mas onde? Noutro planeta talvez, adoraria mostrar um dia aos meus filhos, alguns animais em meio selvagem, não em cativeiro, porque muitos deles só irão sobreviver em cativeiro, queria falar das calotes polares no presente e não no passado, não sei o dia de amanha, mas por agora eu não vivo pelo dinheiro, não escolhi ser marítimo pela parte económica, que fazendo bem as contas, será que somos mesmo bem pagos?, será que algum dinheiro vale estar longe da família? Será que paga? A mim nada me paga estar longe da minha família do meu irmão daqueles que amo, dos meus amigos, mas tenho compensações que não consigo demonstrar nem explicar, por exemplo eu nunca tinha visto a formação de uma nuvem, Cumolonimbos, já tinha sim visto esta nuvem e sabia um pouco como é que se formava, mas poder ver e presenciar um espectáculo escuro, que vai cobrindo os céus, CARREGADINHOOO DE ENERGIA, formado de uma forma muito simples, com um grande significado de instabilidade atmosférica, é sinal de mau tempo, não falo só de chuva, porque essa cai de FARTURA, falo também d evento, de tantos outros efeitos associados que provocam ondulação, vagas, e tantas outras coisas que maravilhadamente pude assistir, são coisas únicas que dificilmente eu poderia assistir através da janela de um escritório qualquer, e aqui posso assistir de camarote, porque é realmente um acontecimento simples da natureza, e estes acontecimentos não necessitam de ser pagos para serem observados, são espectáculos naturais que eu tenho o privilégio de ir assistindo por este pequeno mundo fora.
Sinto me como aquele passarito que entrou esvoaçando por aqui a dentro, feliz, contente, maravilhado da vida, talvez seja mesmo isto que me defina, um ser feliz, livre dentro dos seus pensamentos, alheio a coisas superficiais, e carregadinho de sonhos, como aquela nuvem estava carregadinha de energia...
LINDOOOOO
Estou feliz, apesar de a partir de hoje começar a trabalhar mais, vou poder ver o nascer do sol, que já não o vejo há algum tempo hehehe
Quanto à preparação do navio contra evasões de piratas, bem tem muita coisa que se lhe diga, uma mangueira jorrando água, mesmo com muita pressão, não vamos ser bestas e pensar que aquilo detém alguém movido por algo que não sei o que é, de fazer mal de roubar, de ganancia, o ser humano já demonstrou que pela ganancia é capaz de factos monstruosamente incríveis…Estas pequenas alterações que fazemos servem apenas para um efeito visual para que eles saibam que nós estamos de alguma forma preparados e que os estamos a ver, o resto entram as equipas armadas para o efeito, entre muitas outras coisas que fazemos como manobras de evasão e outros tipos de acções que podemos ir tomando a fim de evitar o pior cenário, mas os piratas já existem desde os tempos em que navegamos em Troncos de madeira, não é algo de novo, embora mais evoluídos e cheios de drogas naquelas cabeças, nós deste lado também estamos mais evoluídos e igualmente preparados, esperemos não avistar nenhum movimento suspeito, é melhor para ambos, aparte disso vamos nos juntar a um “comboio” Japonês, para atravessarmos em “grupo” estas águas com escolta militar, assim a coisa fica mais segura e a segurança é levada ao estremo, nenhum pirata se vai meter na boca do Lobo, pelo menos assim o esperamos.
(©) Copyrights texto e fotos: Francisco Diogo J. Nunes, aos 22 dias de Abril de 2012, N/T MONTESPERANZA, RED SEA.
(©) Copyrights foto: Group Ibaizabal

20 comentários:

Manuel disse...

Meu Amigo Francisco, um texto especial como sempre, publiquei o texto num dia especial, pois hoje é o dia do teu aniversário, Parabens!
Um Abraço dos Açores até ao Montesperanza
Manuel

Ana J.R disse...

Francisco você é especial em tudo o que faz e escreve, Feliz Aniversário meu amiguinho,tudo de bom pra você SEMPRE, beijocas da Anoca.

Vera Gomes disse...

Parabéeens ao Francisco que completa os seus 24 aninhos hoje!!! Na realidade tem muitos mais!!! Espero poder ver sempre um sorriso entusiasmante no seu rosto e a alegria e motivação de viver como companhia em cada viagem planeada e vivida em torno dos 7 mares.
Um grande abraço de Aveiro até ao Montesperanza!!!

Vera Lúcia Gomes

FRANCISCO NUNES disse...

Parabéns querido filho.És o orgulho de qualquer pai.Hoje faz 24 anos que vieste ao mundo.Que alegria trouxeste ás nossas vidas. AMAMOS-TE MUITO e temos muitas saudades tuas.
É com grande alegria que vemos que estás a realizar o teu sonho de muito pequenino.Sempre soubeste o que querias ser, e nunca desististe mesmo nas maiores adversidades por que passaste.ÉS UM VERDADEIRO LUTADOR E HOMEM DO MAR na plena grandeza da palavra. Estás a trilhar os caminhos do homem do mar que o teu avô foi.Eras para ele um regozijo se cá estivesse pois sabemos que te amava muito.Um grande Beijooo DE TODA A FAMÍLIA QUE TE AMA , PAI,MÃE E IRMÃO.

Anónimo disse...

Eu não tenho palavras para descrever Francisquinho, mas é amelhor pessoa que eu conheço em todos os aspectos, de uma forma difrente tambem o amo, ele é como uma flor, é natural, é livre e repira ar puro, é das pssoas mis directas e rectas que eu conheço, ma sem duvida a mais meigunha.

PARABENSSSS MEU ADORADOOO FRANCISCOOOOO


INÊS

Anónimo disse...

Parabéns Francisco! Grande Amigo e companheiro de algumas horas de boa disposiçao e alegria. Desejo te um feliz aniversário abordo desse navio lindo. Beijinhos cláudia (Sesimbra).

Anónimo disse...

Olá meu querido..muitos parabénsssssss..és bebezinho..eheeehe
Beijinhos grandes da Mariana Leonor.

Anónimo disse...

A foto da laranja diz tudo acerca do Francisco, a pessoa mais inteligente humilde e simples que eu conheçoo

Parabensss meu queridoooooooooooooo

Rubinaa

Ruben disse...

Feliz Aniversário Diogo, tem um dia feliz e continua com o teu bom trabalho. Um abraço ;)

Helena Nunes disse...

Feliz aniversário e desejos de continuação deste teu sonho maravilhoso. Esperamos por ti cheios de saudades. Dos teus tios e primo orgulhosos, Paulo, Helena e Tomás. Beijos.

Anónimo disse...

Feliz Aniversário Diogo. Desejamos-te a continuação deste teu sonho maravilhoso transformado em realidade. Esperamos pelo teu regresso com saudades. Dos teus tios e primo Paulo, Helena e Tomás.

Anónimo disse...

Eu de saber e de pensar que o Francisquinho est´assim tao longe da-me vntade de chorar, snto falta dele e daqueles disparates interminaveis que marcam aquela carinh com um sorriso, o mais lindo que conheço.....Parabenss meu pequeno anjinho

Andreia

Margarida Jesus disse...

Estás longe e incomunicável,mas no meu coração estás sempre com o lugar reservado. Espero que tenhas tido um dia de anos fantástico, aliás é o que és e os teus dias deverão ser dessa forma. Fico com imensas saudades tuas quando leio o que escreves, transmites aquilo que te preenche, falas com uma paixão imensa, não fosse ela o mar... Vive o teu sonho como o tens feito até agora. Parabéns e montes de beijos. Margarida Jesus(Tia Magui)Espero que desta não faça asneira e apague a mensagem, como já tem acontecido...;))

Manuel disse...

Olá, Margarida, bem vinda, eu apagar uma mensagem???? acho que não! aliás para comentar aqui nem precisa inserir caracteres de confirmação, basta fazer o comentário e enviar, não me lembro de apagar mas se alguma vez isso possa ter acontecido, pêço desculpa! posso ter feito asneira .
Abraço,
Manuel

Margarida Jesus disse...

Olá Manuel, temos um mal entendido, desculpe se não fui clara. Estava a referir-me a eu fazer asneira informática e a minha mensagem desaparecer, como já fiz duas ou três vezes... Mais uma vez desculpe o mal entendido, mas referia-me a asneira minha e não sua. Agora aproveito para felicitá-lo pelo seu blogue, muito interessante e nota-se que também tem uma grande paixão pelo mar. Continue a dar-nos "novas de além" Até breve! Margarida Jesus

Manuel disse...

Olá Margarida, não faz mal, eu também faço asneiras, afinal somos humanos e o erro faz parte da vida. Nunca que iria cortar um comentário da tia do Francisco jamai, mas podia-o fazer sem intenção, não se preocupe mais com isso estamos esclaridos.
Eu admiro muito os navios, mas mais as pessoas que neles navegam como o Francisco e outros amigos, um navio sem gente é um navio sem alma, os navios só se tornam especiais quando lá tem pessoas especiais.
Um Abraço,
Manuel

francisco Nunes disse...

Não me canso de ler as tuas crónicas, são lindas. Deves guarda-las para fazeres um livro,nós temos muito orgulho em ti FILHO

Anónimo disse...

Eu não consegui contactar o Francisquinho no seu dia de aniversário:S fiquei tão triste, e fui ve se encontrava o seu facebook, ao que desconfio que tenha, não deverá ter, conhecendo a pesoa que le é, não acredito muito que tenha, então descobri o meu querido Francisquinho neste blogue, aiiiii fiquei tao comovida, tão felizzzzzzz

aproveito para mandar um beijinhooo muitoooo grandeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

espero ue consigasss ver, tenho saudades tuassss e quano vieres a estes ladosdeLisboa podes sempre ficar ca em casaaaa:P

Beijinhoss Mariana

:P (L)

Manuel disse...

Meus amigos, o vossos comentários são sempre reenviados para o Francisco, embora não possa responder ele vai ler.
Um Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

O meu querido e estimado amigo Francisco que tanto adoro, tenho sadadstuas seu peste, estes teus relatos sempre tão presentes fazem ainda sentir mais e mais e mais saudades ainda de ti seu terror dos ste mares, ve se voltas logo a passar por estes lados de Lisboa porque as saudadinhas já apertm.

Beijãooo do tamanho do Mundooo