Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Rolls Royce, projecta navios não tripulados

 Fontes: Exame Informática ; Bloomberg.
© Copyright imagens: Blue Ocean-Rolls Royce.
Na era dos drones, a  divisão de desenvolvimento, "Blue Ocean", da Rolls- Royce, está projectando navios de carga não tripulados. Navios-drone serão mais seguros, mais económicos e menos poluentes, além disso os marinheiros humanos pesam no navio, ocupam espaço, custam dinheiro e são os principais responsáveis pelos acidentes.
A Rolls Royce acredita que em dez anos deverá conseguir alterar a legislação atual, que proíbe as viagens de navios sem humanos. A outra guerra que deverá travar será com os sindicatos de marinheiros e com as tripulações para que os consiga dispensar de vez.
A equipe de desenvolvimento, "Blue Ocean", da Rolls Royce, pensa que estão reunidos  os requesitos tecnológicos, que permitem o desenvolvimento deste projecto. No seu escritório em Alesund, Noruega, a Blue Ocean, criou um prótotipo de uma ponte de comando de um navio que simula a visão de 360º graus. Este tipo de simulador poderá num futuro servir para comandar os navios a partir de terra.

8 comentários:

Anónimo disse...

Evolução tecnologica... bom ou mau?!
as maquinas substituem os humanos, produzem mais depressa, cometem menos erros (talvez..) ... etc etc.... mas um dia onde e que os humanos vão trabalhar?! lool

Manuel Bettencourt disse...

Caro visitante
Navios drone, terminais automatizados e imagino camiões e comboios idem! Quanto aos humanos vão ter de emigrar para outro planeta :)
Abraço
Manuel

K.F.T disse...

desculpe, nao me identifiquei a bocado, ficou como anonimo: Kevin F. T

Manuel Bettencourt disse...

Boas amigo Kevin, no problema :)

Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

Quando houver um problema sério numa zona remota do navio a meio do oceano suponho que vai lá um robô resolver... Isto tá lindo tá.

Anónimo disse...

Para atracar, quem vai lançar os cabos desde o navio? Ia-me esquecendo dessa!

Manuel Bettencourt disse...

Caro Visitante,

A questão da amarração está também pensada não neste projecto mas num outro!
Trata-se de uma sistema com uma espécie de ventosas que prendem ao casco do navio segurando-o ao caís e evitando a sua oscilação!

Veja este vídeo:
https://www.youtube.com/watch?v=NWsUCDyKQdQ

Abraço
Manuel

Anónimo disse...


Caro Manuel,

Vídeo interessante. Obrigado.