Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Um "cruzeiro" no Tejo








© Copyright fotos: MM Bettencourt.
Há horas na vida que duram uma eternidade a passar, outras passam num ápice, como se o tempo tivesse uma relação directa com o nosso estado de espírito! Foi o caso da hora que durou o meu "cruzeiro" no Tejo no ferry, "Lisbonense"! Embarcando na estação de Belém, percorri a  habitual rota, que incluí Porto Brandão e Trafaria, com posterior regresso. No meio do percurso um prémio, um porta-contentores a entrar no porto de Lisboa, mas esse fica para próximo post.





6 comentários:

CAP CRÉUS disse...

Bem-vindo e espero que tenha corrido tudo bem!

Manuel Bettencourt disse...

Boas Cap Créus,

Obigado! Correu bem, já estou de regresso a casa, gostei, logo que possa voltarei!

Na zona de Belém com tanto peão e ciclistas lembrei-me de si :)

Abraço,
Manuel

CAP CRÉUS disse...

Com tanto peão em cima da ciclovia, por certo :-)
Obrigado pela lembrança.
Da próxima diga-me qualquer coisa.
Abraço

Manuel Bettencourt disse...

Boas,

Diria mas estavas por cá e eu por lá :)

Era peões na ciclovia e ciclistas fora da ciclovia, bem tentei porta-me bem! Ainda por cima escolhi um domingo com tanta gente!!

Abraço,
Manuel

Luis Miguel Correia disse...

Caro Manuel Bettencourt,

Espero que tenha gostado do cruzeiro na Transtejo. Esses dois ferries têm nomes arranjados por mim, sou uma espécie d epadrinho do LISBONENSE e do ALMADENSE. Se quizer aprofundar a história, recomendo o meu livro DE LISBOA À OUTRA BANDA, em que acompanhei estas construções em Aveiro e fiz a história da navegação do Tejo desde 1820. No mesmo formato dos PAQUETES DOS AÇORES, mas quanto a mim melhor conseguido. E quando vier a Lisboa diga qualquer coisa...

Abraço

LMC

Manuel Bettencourt disse...

Caro Sr. Luís Miguel Correia,

Muito Obrigado! Quanto ao livro tenho de o comprar já! Servirá para recordar o meu navio de cruzeiros favorito o "Lisbonense":)

Fui a Lisboa com a família, e os navios não eram prioridade, contudo esta decisão de embarcar no Lisbonense foi excelente. Adorei aquela hora passou a correr! Além disso estou habituado ao meu "Ponta do Sol", por isso adorei ver passar junto aos meu olhos o "Valência Express", um pouquinho maior.

Cumprimentos e obviamente se um dia vier cá diga também!

Manuel