Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Eberhart, Espirito Santo e Viking

Fotos dos três navios do dia(1-Set), o N/T " Eberhart Essberger" que se encontrava no porto uma vez que operou durante a noite, o N/M "Espirito Santo" entrava cerca das 7:oo horas para descarregar principalmente cimento, ás 9:00 horas tinha inicio a manobra de saída do "Eberhart Essberger", para cerca das 9:45 chegar o HSC "Viking" para a sua operação de passageiros e viaturas, que irá terminar no fim do mês.
(©) Copyright fotos: MM Bettencourt, Graciosa.

2 comentários:

João Abreu disse...

É realmente uma pena o movimento de ferrys não ser contínuo no arquipélago dos Açores, pois o mesmo exibe um enorme potencial para as ligações marítimas com muitas ilhas ao dispor, sem dúvida que seria uma mais valia para os habitantes que iriam desfrutar de formas mais cómodas, e acima de tudo económicas de viajar pelas suas ilhas afortunadas, foi também penoso o contratempo com o Atlântida, pois iria proporcionar outra dinâmica às ligações marítimas inter-ilhas dos Açores, neste caso a tempo inteiro.
É curioso ver as hélices do HSC Viking em acção sendo as imagens explícitas da potência do mesmo, já agora qual a velocidade de serviço do Viking?

Comprimentos!

Manuel disse...

caro Amigo João, Obrigado pela tua visita e pelo teu comentário, tambem penso nisso de tranporte ferry todo o ano, mas penso que não será tão cedo. A velocidade do Viking penso que anda por volta dos 25 nós, mas como sabes ele tem capacidade para atingir maior velocidade, mas tambem iria aumentar o consumo de combustivel.
Um Abraço
Manuel