Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

terça-feira, 13 de março de 2012

O Amigo Francisco e a aventura "Montesperanza", Parte II

Perante a admiração e o interesse dos dias e a exaustão do trabalho árduo, continuamente interminável e infindável, vem ao final do dia o pôr-do-sol, belo e magnifico, as cores são tão raras belas e tantas que não sei descrevê-las, normalmente vem acompanhadas com uma brisa fresquinha, que ao final do dia sabe sempre bem, São momentos únicos que nos fazem sair por momentos….são momentos que só os tem, quem os procuram, e aqui nesta caixa de aço flutuante, sentimo-nos livres, de ideias e vontades, talvez como uma ave migratória que só e apenas esta “presa” no mundo, livre de pensamentos e de ideias, viaja o mundo atraz do próximo destino, do próximo pôr do sol, e ai…..Cai a noite, normalmente nesta zona é um pouco seca devido há proximidade de desertos quentes e países ricos em petróleo, que é a única coisa que têm….Esta Dama, de vestido negro e encarnado, vai de proa feita para os lados de Arábia Saudita, um pais com umas leis estranhas e liberdades condicionadas, e de lá, esta dona sairá carregada de ouro negro para entregar a le Havre, em França.
A vida numa donzela destas é longa e dura, mas os dias passam muitíssimo rápidos e eu amo aquilo que faço, adoro aprender  aqui, sem duvida que é o melhor lugar para eu estar, para não falar da minha pancada por navios tanque.
A noite quando cai, normalmente a escuridão faz encher a abóbada celeste de pequenos pontitos luminosos, são estrelas, pequenos grandes “sois” que igualmente bolas de fogo, ardem a milhões de quilómetros daqui, que ao brilharem, fazem as maravilhas de um dia cansativo de 16 horas de trabalho e ainda vem o “quarto” da noite, das 2000 as 0000 h, mas normalmente é calmo, tento fazer alguma astronomia entre tirar erros há giro. Existem dias como hoje, que nada se passa, nem a silhueta de um naviosito se vê ao cruzar o horizonte, é para compensar aqueles dias em que não dá para tirar os olhos do horizonte de tão intenso tráfego. Chama-se singradura, ao caminho percorrido por um navio durante um dia, durante 24 horas, por vezes o meu dia é uma autentica singradura, mas o resultado final é gratificante, saber que estou aprendendo e fazendo aquilo que gosto, por enquanto não há dinheiro que o pague, apenas um sorriso quando me deito na cama, mostro feito louco, sorrindo e com cara de parvo olhando o tecto do quarto enquanto o sono não é suficientemente grande para dormir . Um navio novo é como uma namorada nova, dá 1 000 000 Vezes mais trabalho do que uma namorada antiga, a tripulação em regra geral é 5 estrelas comigo, chamam-me de Francisquinho, ou por vezes de motivação, mas em regra geral, de Francisquinho. Mas compensa o trabalho árduo levado a cabo pelos marinheiros o dia todo no convés, dá sempre para provar aquilo que valho, e até agora tenho me dado bem (Adoro Isto).
São noites assim que da vontade de escrever, mas por vezes o cansaço é tanto e acumulado ao restante trabalho que ainda é longo, que caneta e lápis so para fazer contas_:p por vezes de sumir ihih:P
O vento normalmente durante a noite, é quente e pesado, mas á medida que vamos aumentando de latitude, vai se sentindo mais fresquinho. Estes tempos assim, fazem-nos pensar na vida e em tudo o que temos, faz nos sentir falta de todas aquelas pessoas que amamos, amigos e até nos inimigos, pensamos no mundo e vemos as coisas, os problemas normais de outra forma, não são problemas, somos práticos e em regra geral calmamente ponderados, afinal, temos tempo para pensar, até tempo para pensar em pessoas que por algum motivo já não fazem parte das nossas vidas, e por alguma razão continuam no nosso coração deixando um restinho de saudade.
É bom sentir que fazemos aquilo que amamos fazer da vida.  Os dias duros e alguns dias parecem não ter fim… mas tudo vale a pena, e eu gosto de aqui estar, o navio é perfeitamente lindo e tem tecnologias novas, como as “drop lines” que é um sistema inovador, por causa da retenção de gases.
Amanha, chegamos a Muscat, vamos desembarcar os “rambitos” um grupo de 3 homens armados, provenientes da empresa “MAST” que sobem abordo por questões de protecção anti-pirataria, aprendi muito com eles e ate posso dizer que fiz amigos, um deles vai casar em Agosto, e esta todo inclinado em ir para a Madeira passar a lua de mel, ihihi:P,…Aqui não consigo estar triste, e os dias aqui passam a correr, este tipo de navios são bons para fazer embarques longos, o tempo aqui não se conta:P
Em suma, era mesmo uma experiência deste tipo que eu procurava, dá para aprender e muito, e com os erros dos outros também dá para tirarmos as nossas próprias conclusões, e que apesar de tudo, um navio, é sempre uma bela dona. É engraçado estar aqui com pessoas de diversas partes do mundo, que fazem contratos de 6 meses, e estam de ferias 2 semanas por ano, noto que é duro eles estarem longe das famílias, e ao que parece, firmam um contrato muito superior ao que realmente recebem…… é a realidade do Shipping mundial, tripulação baratas e que fazem muito tempo de embarque, as empresas não se preocupam com famílias ou vidas pessoais, e aqui é igualíssimo, apesar de uma ou outra aparência..
Um navio como este, e apesar das suas dimensões, faz-se pequeno,  todos, se esforçam tanto  tentado tudo, e a todo o custo para fazer com que as coisas resultem, e que mesmo com poucas mãos e apesar das suas limitações, o navio chegará a porto prontíssimo para carregar .
Estou a adorar esta experiência:P sem duvida é mais uma das melhores que tive/alguma vez terei, decerto a minha primeira grande experiência nas lides marítimas, apesar de ter tido o privilégio de crescer no meio, aqui sinto que, não sei, é diferente, é tudo diferentemente brilhante.
(©) Copyright texto e fotos: Francisco Nunes,  N/T "Montesperanza", 22 de fevereiro de 2012.

15 comentários:

Anónimo disse...

Quem escreve, escreve com o coraçao, e este miudo tem um coraçao de oiro.

Um grande beijinho

Petra Camacho

Anónimo disse...

AS vezes o vento sopra feio la fora, a chuva cai e as arvores abanam na melancolia do caminho.
por vezes a vida è com um veleiro a atravessar um oceano, por vezes osvento e forte e temos de nos preparar para tal, assim como de certo depois vem sempre o sol a brilhar por de tras do horizonte...

sinto saudades dos teus olhinhos suaves de doces.....

Adoro a pessoa que es

Francisquinho dos Sete Mares

Barbara Raquel

Manuel disse...

Olá Petra e Barbara, obrigado pela visita, já fiz chegar via email os vossos comentários ao Francisco que nesta altura navega junto á costa portuguesa.
O Francisco consegue ler mails não consegue aceder ao blog.
Cumprimentos
Manuel

Anónimo disse...

Estou estupefacta.... para além de tudo o que de maravilhoso escreveste, nunca pensei que fosse assim tudo tão "belo".
Estou felicissima por ter um primaço que ADORA o que faz... tu mereces isto... sempre a lutar pelo que querias e ai está o resultado =) é duro mas vale sempre a pena.

Quando chegares à Madeira avisa... quero ouvir-te falar de toda a tua experiência nesse navio.

Um grande beijo *** Que tudo te corra bem***

Da Prima emprestada.... Susana Sousa =)

FRANCISCO NUNES disse...

sinto-me contente ao ler os vossos comentários pois sou um pai babado.O Francisco desde muito novo tem este sonho,esta noite o navio passou na costa Portuguesa.

Manuel disse...

Cara Susana Sousa, obrigado pela visita, vou enviar o comentário para o amigo Francisco.
Cumprimentos
Manuel

Caro Francisco Nunes, é um prazer receber um comentário do pai do amigo Francisco, Parabens o Francisco é um rapaz que luta pelos seus sonhos, e o sonho comanda a Vida.
Tenho umas capturas da passagem do navio na costa portuguesa e em gibraltar, oportunamente publicarei.
Tal como todos os outros comentários tenho a certeza que o Francisco ficará contente de ler um do seu Pai.
Cumprimentos,
Manuel

Vera Gomes disse...

Estou a gostar muito destas partes I e II :P só espero poder haver muitas aventuras para entusiasmar todos que as lemos.
O Francisco é realmente um sonhador que transborda felicidade e entusiasmo em cada palavra que escreve e em cada discurso que faz.

Quem não gosta de ter amigos assim?

Obrigada pelo post!

E obrigada ao Francisco pela pessoa maravilhosa que se tornou.

Um abraço.

Vera Gomes

Manuel disse...

Boas Vera, parece-me que o Francisco tem a sorte de ter bons amigos e amigas. A mim não tens que agradecer, eu é que agradeço a visita .
Cumprimentos,
Manuel

Anónimo disse...

Que sorriso unico, és lindoooo Francisquinhooo

Ana Raquel

Manuel disse...

Boas Raquel, obrigado pela visita, e pelo comentário, peço desculpa por comentar pois o post é do Francisco, mas por principio gosto sempre de cumprimentar as pessoas que visitam e comentam, tal como os anteriores vou enviar o comentário para o Francisco
Cumprimentos,
Manuel

Anónimo disse...

Sempre gostei do que ele escrevia...

de facto ele escreve com o coração, e só por isso tem um brilho extra :)

Não escolheste a forma de vida mais facil mas o fazes com amor e quando se gosta do q se faz como ele, tudo se torna facil...

Estou com imensas saudades dele mas só de saber a enorme expriencia pela qual ele está a passar e como está a ser, deixa-me contente!
beijinho grande seu madeirense ;)

Nuria

Manuel disse...

Boas Nuria, obrigado pela visita, vou reencaminhar o comentário para o Francisco
Cumprimentos
Manuel

Anónimo disse...

Esse miúdo é unico..



Bjinhos Mariana (Viana do Castelo)

Anónimo disse...

Esse miúdo foi tão rebaixado nesta escola, nunca entendi porque, be basta olhar para os alunos depilotagem, nasua maoria, em sabe o que é uma proa, enfim, é isto que temos....

Anónimo disse...

Fantástico!!!
Parabéns Primo pelo texto e pelo aniversário!!! Beijinhos

Andreia Jardim