Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

terça-feira, 8 de setembro de 2009

ECT- Roterdão e os AGVs


ECT- Roterdão, Terminal, Ghost ( Fantasma), impressionante o elevado nível de automatização quer dos AVGs ( Automated Guided Veicules) quer das ASCs ( Automated Staking Cranes), é mesmo caso para dizer que aqui há fantasmas.
(©) Copyright fotos: Gottwald Port Technology

2 comentários:

José Castro disse...

Na época que andei embarcado e ia a Roterdão ainda não tinham essa tecnologia,nem lá nem em lado nenhum,mas como sempre os Holandeses não se deixam dormir...
Bem elucidativo este teu trabalho Manuel.Um abraço.
José Castro

Manuel disse...

Amigo José, acho isto impressionante gostava de ver um porto destes, deve ser espectacular, infelizmente fora dos Açores só estive no porto de Las Palmas.
Um abraço
Manuel