Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

domingo, 3 de janeiro de 2010

Governo vai colocar pórtico no porto de Pescas da Praia da Graciosa,

Governo toma medidas que incrementam a operacionalidade nos portos de pescas da Praia da Graciosa e da Praia da Vitória.
Na sequência das recentes intempéries e dos estragos provocados em algumas infraestruturas portuárias, o Governo dos Açores resolveu implementar, o mais rapidamente possível, medidas que incrementem a operacionalidade dos portos e núcleos de pesca. Para tal, o executivo açoriano decidiu instalar um pórtico de varagem de embarcações no porto de Pescas da Praia da Graciosa, com o objectivo de garantir a segurança das embarcações de maior porte, que foram construídas para aquela ilha no âmbito do plano de renovação da frota de pesca dos Açores.Foi igualmente decidido avançar-se com um concurso público, de forma a recuperar o molhe de protecção do estaleiro naval anexo ao núcleo de pescas do porto da Praia da Vitória.
Fonte: GaCS; Copyright fotos: 1ª MM Bettencourt, Graciosa; 2ª shipyardisland

1 comentário:

Manuel disse...

Essa é uma boa notícia!
Já agora, será que as embarcações de recreio também poderão usufruir das vantagens de uma movimentação através do travelift aí na Graciosa? Esse equipamento poderá permitir por exemplo, criar na ilha uma unidade de reparação e manutenção, dada a facilidade e rapidez das movimentações!
Um abraço
João Marques-Lisboa

Caro João Marques, Obrigado pelo comentário e visita, tenho que pedir desculpa mas fiz asneira com a publicação do comentário, por isso estou a colocá-lo em cima, nunca recusaria um comentário seu que aliás são sempre bem vindos.
Quanto á pergunta sobre as embarcações de recreio, como sabe está prevista uma marinha para a Barra, mas enquanto não há marinha nem Travelift na marinha, penso que ninguem irá negar ás embarcações de recreio a utilização do travelift, o porto de pescas não está sob jurisdição da APTG segundo dizem será gerido pela Lotaçor(?), em relação á unidade de reparação e manutenção é uma ideia que os responsáveis podiam pensar, principalmente quando a frota aumenta e se diz que faltam oportunidades de trabalho.
Cumprimentos e volte sempre
Manuel