Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Navio Castilla, para Haiti.

O navio de assalto anfíbio, BAA "Castilla" (Astano 2000), adaptado para tarefas humanitárias, partirá esta sexta-feira para Haiti desde Rota (Cádiz) com 450 efetivos militares, dos quais: 70 são médicos e enfermeiros equipados com hospitais completos (a bordo e de campanha); 180 tripulação navio, 30 constituem tripulação helicópteros. As tarefas de proteção estão encarregadas a 170 infantes de marina com armamento completo e Hummer blindados.
O navio "Castilla", que Espanha envia, já acudiu em missão humanitária a este país caribenho em 2004, quando o passo do furacão "Jeanne".CARACTERÍSTICAS GENERALES:
Dimensiones:
* Eslora: 160 m.
* Manga: 25 m.
* Puntal a cubierta principal: 16,8 m.
* Altura máx: 62 m.
* Calado máx.: 6,2 m.
Desplazamiento:
* 13.000 tn. a plena carga.
Velocidad y Autonomía:
* Velocidad máxima sostenida: 20 nudos.
* Autonomía: 6.500 millas (a 12 nudos).
2004: "Castilla em o porto Cape Haitien.
Fotos 1ª y3ª A. Sáez; silueta y 2ª: Armada Española;
4ª: diario El País.
Fuentes: Armada Española.

3 comentários:

Rui Carvalho disse...

Desejo que o BAA "CASTILLA" preste muitos e bons serviços ao povo Haitiano, que por infortúnio da natureza e da natureza dos Homens, tem sido martirizado por muitos séculos.
O mais pobre país do hemisfério norte, terá concerteza por parte de "nuestros hermanos" mais uma dose de ajuda e apoio nesta época difícil.
A todos os Homens de boa vontade - bem hajam.
Abraço

Rui Carvalho

Jorge Ferreira disse...

vai ser uma missão muito complicada...
mas a realidade é que aquele sismo foi uma autentica desgraça naquele pais.
comnprimentos:
Jorge Ferreira

antonio sáez disse...

Cualquier esfuerzo que se haga para ayudar a este desgraciado país, ser´insuficiente. Saludos de Antonio.