Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

domingo, 12 de agosto de 2012

Os ferrys as festas e o futuro





Certamente estaremos de acordo se afirmar que existe uma grande diferença entre a mobilidade de Verão antes e depois do serviço ferry. Basta ver o grande número de passageiros e viaturas que chegam à ilha por esta altura, que infelizmente não me é possível registar.
Infelizmente, parece cada vez mais claro que este serviço não vai evoluir nos próximos anos,  porquê? Porque se nos próximos 2 a 3 anos vamos ter apenas uma operação sazonal, não será fácil criar o tal mercado interno, contudo não me surpreende, pois convém que os ferrys não mexam  com os interesses instalados!
(©) Copyright fotos: MM Bettencourt, Graciosa.
Vídeo: Canal Youtube Themm1971/ Filmado por: www.gracipescas.com

4 comentários:

Elvio Leão disse...

Pois é amigo. Parece que isso se vai manter assim. Tanto dinheiro gasto e sem nunca ter um ferry próprio. É portugal meu amigo, infelizmente é a verdade..
Abraço
Elvio

Rui Carvalho disse...

Caro MMB

Convém sublinhar a parte mais importante: "interesses instalados".

Bravo e um Abraço

ErrE

Manuel disse...

Boas ErrE, nem me falem em mercado interno, é tudo uma treta.
Abraço,
Manuel

Manuel disse...

Amigo Elvio, toda a gente sabe porque não se pode ter ferrys em moldes diferentes dos actuais, toda a gente sabe quem são os interesses que este serviço atinge, mas em campanha lá vão enganando o povo com certas tretas, mas quase que aposto que nem laranjas nem rosas vão permitir tão cedo um serviço ferry em moldes diferentes, basta ver o esforço para limitar esse serviço.
Abraço,
Manuel