Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Navio de cruzeiros,"Arcádia" em Ponta Delgada




 Um belo conjunto de fotos do nosso Amigo, António Simas, referentes ao navio de cruzeiros, "Arcádia", operado pela  britânica P&O cruises, que escalou ontem o porto de Ponta Delgada, tendo atracado no terminal Portas do Mar.
(©) Copyright fotos: António Simas, S. Miguel.

6 comentários:

Anónimo disse...

Pois é mais uma vez Ponta Delgada...hoje o Navio foi se embora por falta de espaço de manobra do novo da porto da Horta.....

Manuel disse...

Caro Visitante, obrigado pela info!
Cumprimentos e um bom fim de semana
Manuel

Anónimo disse...

Não é só o terminal "enganido", mas também o clima desagradável nesta altura do ano, e, então, este 2013 tem sido péssimo-é um assusta turistas. Hoje, o Eurodam cancelou Ponta delgada , apesar de ter pairado junto do molhe, debaixo de mar forte e com balanços pronunciados para um gigante de cerca 290 m., Cuidado com os castelos no ar a proposito do turismo nos Açores.Não faltam escalas turisticas em portos que são ancoradouros abertos, sem cais, nem terminais pomposos, ma há n factores que atraem os visitantes.Ok!

Manuel disse...

Caro visitante, obrigado pela sua participação, interessante a sua análise!
Cumprimentos, e bom fim de semana
Manuel

Anónimo disse...

Tirou me as palavras da boca, ancoradoures abertos, sem cais, nem terminais pomposos...mas penso que a ideia deste terminal será a de melhorar as condiçoes de operaçao ferry...algo que antigamente nao era possivel com as condiçoes existentes...acho tb tal investimento desporcional aos tempos que hoje vivemos...preferia ver as dividas dos 3 hospitais saldadas...e digo mais as Portas do Mar são um grande buraco financeiro...haha

Manuel disse...

Caro Visitante, é melhor estar calado, não me sinto à vontade para comentar.
Mas digo o seguinte a crise que actualmente vivemos deve servir para uma profunda reflexão, hoje e amanhã devemos entender os investimentos como ferramentas que vão potenciar o futuro, "coisas loucas", não! Estes devem fazer parte de um projecto de futuro devidamente pensado e realista!
Cumprimentos e Bom domingo
Manuel