Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Fotos do S. Gabriel

É com tristeza que vejo e partilho estas fotos do "meu" "S.Gabriel", que apesar de ser gémeo do "S. Rafael", este era o meu preferido, segundo noticia da RTPAçores foram ontem retirados 7 tripulantes do navio, estando os mesmos a serem ouvidos pela Autoridade Marítima, como é normal nestes casos. Este triste episódio faz lembrar outros dois relativamente recentes nos Açores, o "CP Valour" na ilha do Faial e o navio "Corvo" na Graciosa, que infelizmente acompanhei, e que foi retirado( destruído) pela Maior empresa de desmantelamento marítimo que é o Mar. Esta situação faz-me pensar numa frase que um dia ouvi dizer "É mais fácil aprender com os erros, mas mais barato aprender com os erros dos outros", isto porque ás vezes contrariando o ditado não é no poupar que está o ganho, estou a pensar precisamente nos seguros de mercadorias.Um Especial Agradecimento ao Amigo Tiago da Domingues Sub uma empresa de Actividades Marítimas referencia nos Açores.
Fontes:RTP-Açores
Copyright fotos: 1ª,2ª3ª,4ª,5ª,6ª e 8ª Tiago Domingues, S. Miguel./7ª Google sat

11 comentários:

LUIS MIGUEL CORREIA disse...

Que acidente disparatado. Qual a causa? Erro humano?

Manuel disse...

Caro Sr. Luis Miguel Correia,Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, infelizmente devido a um tema triste. Quanto á sua pergunta não sei responder.
Espero que o seu próximo livro sobre a navegação nos Açores seja publicado brevemente, pois quero comprar um, gostei do " Paquetes dos Açores".
Cumprimentos volte sempre
Manuel

Augusto disse...

Caro companheiro Manuel,é com tristeza que comento no teu Blog,este acidente do nosso S. Gabriel.
Trabalho na T.C.L.,Leixões,sou manobrador de Pórtico,e o este navio já o trabalhamos vezes sem fim.
Espero que este navio se safe.
Aproveito para dizer que quando posso visito o teu blog.Estou sempre limitado no tempo,mas troco impressões com o nosso amigo Modesto.

Abraço e saudações Maritimas.

Augusto

Manuel disse...

Caro Amigo Augusto, já devemos ter manobrado o mesmo contentor, pois como sabe, Leixões e Lisboa são de onde parte a carga da Boxlines e não só com destino á Graciosa. Vejo que pensa o mesmo que eu quando diz o nosso S. Gabriel, era o meu preferido.Já agora conheces a malta do S. Rafael?
Um Saudação para ti e para o porto de Leixões, gosto de ver no site da TCL que voçês estão sempre a aumentar a produtividade, o nosso amigo Modesto também acha que voçês são excelentes profissionais nunca estive dentro de um pórtico nem de cais nem de parque, gostava um dia de ver voçês trabalharem.
Abraço
Manuel

BLUE MOON I disse...

Caro amigo,
Conhecemos o meio e sabemos com o que contar; Como em tudo na vida, prognósticos .... só no fim!
Mas infelizmente, quando o tempo rondar para os quadrantes de baixo.......
Ah, faça um favor a todos e tire aquela porra dos palavrões lá em abaixo; Acredite que é castrador...

Manuel disse...

Caro amigo, Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário.Pêço desculpa, se algo não lhe agrada, tento ser o mais correcto possivel, não gosto de ofender ninguém de forma directa ou indirecta, nunca o fiz nem penso em fazer tal coisa, por isso pêço-lhe por favor que me diga quais os palavrôes que quer tirar.
Cumprimentos volte sempre
Manuel

Luis Filipe Morazzo disse...

Caro Manuel

Foi bom ter descoberto este seu magnífico blogue. Como me considero, um verdadeiro apaixonado por tudo aquilo que esteja ligado ao mar e aos navios, reparei que esta sua plataforma está muito bem estruturada nesse sentido. Infelizmente, arribei neste seu porto, devido a um evento triste, o encalhe do navio “S. Gabriel”. Não querendo ser advogado do diabo, mas na minha modesta opinião, estamos mais uma vez perante um grave erro humano. Perante todas as circunstâncias em que este acidente se deu, leva-me a acreditar, que as causas estarão seguramente ligadas, às famigeradas medidas economicistas que muitos armadores utilizam, não só, na redução drástica das tripulações, mas também, na utilização intensiva de mão de obra pouco qualificada.

Parabéns pelo seu belíssimo blogue


Saudações marinheiras


Luis Filipe Morazzo

Manuel disse...

Caro Luis Filipe, Obrigado pela sua visita e comentário, Agradeço as suas felicitações.Quanto ás causas não sei quais foram, e custa-me falar nisso, pois conheço a tripulação.
Cumprimentos e volte sempre
Manuel

amg disse...

de facto um acidente bem estranho, sobretudo por estar perto de Ponta Delgada, de onde poderia ter saído auxílio (rebocador).
lamentável o facto da Boxlines abandonar o navio e adquirir outro deixando este á sua sorte (estamos no Natal e a Sonae tem de facturar...); lamentável também uma lei do Mar que continua a proteger demasiado o armador nestas situações, que possívelmente são criadas para «ganhos» na gestão de turnos e dotações de navios...

Permita-me que envie um abraço ao Luís Morazzo, ex-companheiro da Centrel/AEP com quem me cruzei há bastante tempo, e possuidor de uma listagem invejável de locais de navios naufragados.

amg/antónio godinho

Manuel disse...

Caro António Godinho, Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, peço desculpa mas não me sinto á vontade para falar da lei que desconheço, mas vejo que é uma pessoa com conhecimentos nesta matéria. Caro António, não tem que pedir permissão para enviar um Abraço ao seu Amigo, fico contente que o faça aqui.
Cumprimentos e volte sempre
Manuel

Luis Filipe Morazzo disse...

Caro Manuel

A internet tem destas coisas maravilhosas, digo isto, pois foi com alguma surpresa e muita saudade, o modo como reagi, ao ler a mensagem do António Godinho, meu ex companheiro de longas e difíceis singraduras, nos idos anos 80, na antiga Centrel/AEP.

Com a sua autorização, gostaria de aproveitar para agradecer ao amigo Godinho, o abraço simpático que me enviou, desejando que encontre sempre “mar chão”, nas futuras estradas da vida.

Quanto às causas do encalhe do malogrado “S.Gabriel”, não querendo crucificar ninguém, somente expressar a minha singela opinião, aqui vai o meu comentário:

Pelo que sei, o navio vinha da Terceira com rumo a Ponta Delgada, encalhando de madrugada, cerca das (5h.30), com condições de mar (“mar de almirante”, como as fotos demonstram) e vento fraco (17 nós), num ponto da costa, entre as povoações de Lagoa e Água de Pau, que dista cerca de 6 a 7 milhas a mais, em relação à longitude de Ponta Delgada.

Perante todo este cenário, reparando também que ambos os ferros do navio continuam recolhidos e o casco não apresenta estragos de maior, tudo me leva a crer, que o navio ao chegar cedo para dar entrada neste porto, ficou algumas horas a pairar ao largo. No entretanto, acabou por encalhar, ao ser empurrado pela suave brisa e fraca ondulação que se faziam sentir naquela altura, muito por culpa de alguém, que na ponte de comando não conseguiu actuar a tempo para contrariar aquelas forças.


Saudações marinheiras

Luis Filipe Morazzo