Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

N/F "Express Santorini", carregando uma grua e dezenas de viaturas no porto da Graciosa




© Copyright fotos: Anabela Bettencourt e MM Bettencourt, Graciosa.
© Copyright texto: MM Bettencourt, Graciosa.
Escreveu o poeta, "O sonho comanda a vida", digo eu que a construção da rampa ro-ro no porto da Graciosa  (e as restantes nos Açores), faz-me sonhar com um futuro sistema de transportes marítimos inter-ilhas, diferente do actual, assente em 3 pilares, Comodidade, Rapidez e Economia.
A cada dia que passa mais convicto fico, que a eventual utilização das rampas ro-ro, dentro dos parâmetros habituais em outros arquipélagos, pode e deve ser um dos pilares sobre o qual assentará uma nova política de desenvolvimento regional, transformando os Açores não em partes mas num Todo.
Se a inteligente decisão de construir as rampas,  tiver por  base a evolução do serviço ferry sem "castigo" para os utilizadores, podemos ter razões para  sonhar e ter esperança, num futuro melhor.
As imagens que publico "relatam", o movimento originado pela escala do ferry ao serviço da Atlânticoline, hoje no porta da Graciosa, e registam o carregamento de uma grua da Portos dos Açores, Sa, no N/F "Express Santorini", dando  desta forma um pequenino exemplo das imensas potencialidades que a construção das rampas veio trazer à economia insular. Contudo é minha convicção que é necessário um trabalho de divulgação para as novas oportunidades que se deparam com o sistema ro-ro. 
Convictamente acredito nas mais valias de um serviço ferry anual incluindo  carga rodada inter-ilhas, certamente serão muitos mais os beneficiados do que os prejudicados! Quem tem medo das rampas?

Entre a Praia da Terceira
E a Praia da Graciosa
A manobra é certeira
Quer em rima quer em prosa.

Os ferry's galgam o mar
E os portos com fartura
Quando querem atracar
Têm de haver rampa segura.

Somos os bons passageiros
O luxo da Região
No Verão bons marinheiros
Com direito a diversão.

Bem-haja quem nos recebe
Em cada porto de mar
E também pra quem concebe
O "roll" pra sair e voltar.
(©) Copyrights: Poema de Rosa Silva ("Azoriana") -Azoriana Blogue


O primeiro tractor da rampa!
HSC "Hellenic Wind", porto da Graciosa dia 12 de Agosto 2013.



6 comentários:

Anónimo disse...

Amigo Manuel, como tem passado?

por estes lados ando meio despistado destas lides de internetes, mas aproveitei para vir dar uma espreitadela ao blog que em tempo fui visitante assíduo, e tenho de dizer com muito orgulho que a qualidade é sempre a subir e a superar o que houvera feito anteriormente...

Ando por Lisboa a ver se pesco algo, já tenho saudades de navegar...


Um grande abraço do seu amigo

Francisco Nunes,

Manuel disse...

Meu Amigo Francisco!

Que estejas bem! Foste e és parte deste blog!Eu também sinto cansaço por vezes!

Um Abraço e tudo de bom
Manuel

online dramas disse...

so nice blogger

Anónimo disse...

Amigo Manuel,

A polivalência deste tipo de navios, perante as dificuldades de ligação com o exterior para as pessoas que vivem em arquipélagos,é sempre uma mais valia à qual os nossos des/governantes estão alheios, por questões de bolso....

Um abraço

Francisco Nunes

Rosa Silva ("Azoriana") disse...

E pronto cá está uma dedicatória alusiva a todo o trabalho do dono do blog:
http://silvarosamaria.blogs.sapo.pt/1116900.html

Espero que goste.

Manuel disse...

Obrigado, estou sem palavras!

Um Abraço com carinho
Manuel