Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

sábado, 17 de outubro de 2009

"Ponta da Barca" e as obras de ampliação do cais

Fotos relativas ao dia 30 de Julho de 2008
Este pequeno navio dos TMG,Lda. "Ponta da Barca" nascido nos estaleiros Ulstein Verft, Ulsteinvik, Noruega com o casco nº 46 tem uma longa história de polivalência, exemplo disso a sua importante missão que desempenhou durante as obras de ampliação e realinhamento do cais, que decorreram em 2008. A determinada altura das obras as operações no cais ficaram limitadas por razões de segurança e operacionalidade a navios com menos de 50 metros, sendo assim quer os porta-contentores da Boxlines quer o navio tanque que abastecia a ilha com combustível, ficaram impossibilitados de efectuarem as suas importantes escalas para a economia da ilha. A solução foi então recorrer N/M " Ponta da Barca"( 49,79 mts), que durante o tempo, em que houve limitações, foi o transportador dos contentores, combustível( em contentores TK) e equipamentos necessários á obra, o N/M "Ponta da Barca" carregava então no porto da Praia da Vitória, ilha Terceira, e descarregava no porto da Graciosa com recurso ás gruas da Tecnovia-Açores, que era o empreiteiro da obra, sendo assim o "nosso" pequeno porta contentores (?) tem uma capacidade para 15 contentores de 20 pés, e foi o primeiro navio a proceder a uma descarga de contentores no novo cais, no dia 30 Julho de 2008, e o segundo navio a operar depois do ferry "Ilha Azul" que efectuou a primeira operação a 20 de Julho de 2008.
(©) Copyright texto e fotos:MM Bettencourt.

4 comentários:

Empregado Portuário disse...

Amigo Manuel

Que belas fotos, tinha curiosidade de as ver , força continue.

Um Abraço

Manuel disse...

Obrigado Amigo, gosto de o ver por cá, Um Abraço para si e para o porto de Lisboa.
Manuel

Anónimo disse...

Nunca é de mais enaltecer o serviço prestado por uma companhia independente de transportes marítimos que em alturas difíceis consegue abastecer uma das mais esquecidas parcelas de Portugal.
Aqui pelo Continente ninguém avalia estas coisas! É com prazer que tenho este blog como favorito a par da Rádio Graciosa para ir sabendo notícias de uma ilha que me encanta!
João Guimarães Marques-Lisboa

Manuel disse...

Caro, João Guimarães, Obrigado pelo seu comentário e pela sua visita, o blog dentro do possivel tenta mostrar como se faz as ligações marítimas desta ilha com as restante e com Portugal continental.
Um Abraço e volte sempre.
Manuel