Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

O "Ruby", o "Ilha de S. Luís" e a importância da escala do porta-contentores

O N/M "RUBY" efectuou no passado domingo a sua escala quinzenal no porto da Graciosa, escala essa que se viu muito "nublada", devido ás condições atmosféricas que se verificaram nos Açores na semana passada o que obviamente condicionou as rotações previstas.
Sendo assim o "Ruby" chegou á nossa ilha aproveitando um "buraco" no tempo,  e ainda bem, pois como aqui sempre escrevi, é minha opinião pessoal que esta é uma escala vital á pequena economia da ilha, sem ela, limita-se a possibilidade desta ilha  aceder ao amplo e competitivo mercado nacional e internacional, algo que alguns sonham limitar. Com uma previsão de tempo duvidosa, a presença do rebocador "Ilha de S. Luís",  prova a determinação em efectuar esta escala, garantindo um aumento da segurança e operacionalidade.
Algum tempo atrás numa situação semelhante escrevi num post que a "nova" Boxlines do Grupo Sousa ( Madeira), tinha uma diferente sensibilidade para entender a insulariadade, sem querer escrever sobre determinados pormenores relativos a esta escala, devo dizer como mero cidadão graciosense, que espero que a Boxlines tenha sempre uma especial atenção para com esta pequena ilha que depende das suas escalas. Até aqui tem cumprido a sua missão e quem tiver dúvidas que me diga quando ocorreu o último cancelamento?
(©) Copyrights texto e fotos: MM Bettencourt, Graciosa

Sem comentários: