Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

N/M "Lagoa" e N/M "Corvo" no Porto da Praia da Vitória

Ontem no porto da Praia da Vitória operaram os porta-contentores, N/M "Lagoa" e N/M "Corvo", o primeiro é um regresso aos Açores, originado pela avaria e consequente reparação do N/M "Ponta do Sol", já o N/M "Corvo", é um dos habituais navios da linha dos Açores do armador Mutualista Açoreana.
Estes dois navios tem alguma história em comum, ambos foram construídos nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo em 1997 e 2007 respectivamente por encomenda do armador Mutualista Açoreana, empresa do Grupo Bensaude.
Ao escrever este post lembrei-me de uma frase do livro "Corvo 2007", da autoria de Luís M. Correia: " Era muito mais barato construir na China, mas a Mutualista Açoreana foi sensível à qualidade superior da industria naval portuguesa, que tem em Viana do Castelo seu expoente mais importante"
(©) Copyright  fotos: Cmdte. Rui Carvalho, Praia da Vitória.
 

2 comentários:

Anónimo disse...

Boas!

Antes de mais eu quero referir o estado irrepreencível em que os Armadores nacionais mantem os seus navios!

Compara o estado do Lagoa com o Oceam Atlas que tembem saiu de viana e é 3 anos mais novo!

Abraço EN

Manuel disse...

Boas EN,
De aparência está bem este Lagoa, estou curioso para o ver por cá.

Engraçado que com o novo acordo ortográfico, a palavra Boxlines agora escreve-se Transinsular, é por estas e por outras que continuo a escrever como aprendi!!

Abraço
Mnauel