Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

A NavalRia o candidato Nacional


Dos quatro concorrentes à construção dos novos ferries, para as ligações entre as ilhas do triângulo ( Pico-Faial-S.Jorge), apenas um desses estaleiros é nacional, trata-se da NavalRia, estaleiro sediado em Aveiro,   curiosamente onde nasceu o "Cruzeiros do Canal" e o "Cruzeiro do Triângulo", mais precisamente nos  desaparecidos estaleiros de S. Jacinto. Para  a dinamização da construção naval nacional e consequentemente da nossa economia, era positivo que estes capitais resultantes destas construções ficassem em casa, afinal para que fazem os nossos políticos bonitos discursos apoiando a dinamização deste sector da nossa economia e depois na pratica é só conversa fiada.
No vídeo podemos observar um  ferrie da Transtejo que está sendo construido pela NavalRia, neste caso o "Lisbonense".

6 comentários:

DavidB disse...

Sobre o cluster do mar :


Eu li este artigo e até fiquei triste por um lado e alegre porque ainda haver gente com ideias

http://www.portugalglobal.pt/PT/PortugalNews/Paginas/NewDetail.aspx?newId=%7BFF608FB8-DD80-447F-9A07-C8A7646626D3%7D

Manuel disse...

Caro DaviB, Obrigado pela sua Colaboração, pois foi graças aos seus links que escrevi este post.
Agradeço também este ultimo link qe aqui deixou, já o li, e aquela ultima frase do Carlos Sousa, está muito bem dita.
Sinceramente acho que esta conversa de nos viramos para o sector do Mar ( que fez a história do nosso país ser grande), mais uma mentira dos políticos, porque depois na prática é conversa fiada.

Cumprimentos,
Manuel

F.Nunes disse...

Ha que tambem ter em conta o nosso elevadissimo IVA, que decerto tras consequencias relativaemnte à escolha dos nossos estaleiros, que ja sao quase inesistentes......

Manuel disse...

Boas Francisco,
não conheço bem os nossos estaleiros, mas estamos quase sem eles, temos que Agradecer aos politicos por terem visão de futuro, e olha que teem feito bom trabalho na destruição do País.
Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

nao ha duvida que nao temos bons politicos,e so ver o caso do ATLANTIDA,um navio de luxo,mas por nao dar mais 1 no nao quizeram o navio.O Santorin e que bom,sem condiçoes nenhumas,a tripulaçao tinha que dormir em terra,mas navegava a 20 nos e para andar nos mares dos Açores e bom.A maioria dos dias nem a 13 nos andam,

Manuel disse...

Boas caro visitante, no caso do Atlantida penso que há vários culpados e não apenas um, mas não gosto de falar, porque acho que os navios devem unir as pessoas e não dividir.
Quanto ao Santorini, deve estar a fazer confusão, a tripulação não teve que dormir em terra isso aconteceu no primeiro ano do Viking, mas este já tem camarotes, quanto á velocidade máxima era o ano passado de 20,4 nós, por imposição do horario andava a uma velocidade mais baixa, 17 nós, essa de 13 nós não percebi. Contudo este ano pode tirar a duvidas seguindo o navio no localizatodo, e verá a velocidade.
Cumprimentos volte sempre
Manuel