Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

N/M "Cementos Cantabrico", no terminal cimenteiro da Praia da Vitória



© Copyright fotos: Cmdte Henrique Almeida, Praia da Vitória.
© Copyright texto: Cmdte Rui Carvalho, Praia da Vitória.
Pesquisa de dados técnicos: Paulo Peixoto, Boston EUA
A nova estratégia da CIMPOR passa por este navio em detrimento do nosso conhecido N/M "PONTA de SÃO LOURENÇO", mas para já vem à experiência e para familiarização com o terminal. Vamos por isso aguardar pela decisão final, no entanto gostaria mais de cá ter uma bandeira de Portugal.
 Nome: CEMENTOS CANTABRICO.
IMO: 7400443.
Indicativo: EHCV.
MMSI: 224750000.
Bandeira: Espanha.
Porto de Registo: Las Palmas.
Matricula: 20/1995.
Donos: Alvargonzalez SA- Aviles, Espanha.
Operadores: Ership SAU- Madrid, Espanha.
Class: Lloyd's Register.
Ano de Construcao: 1976.
Data de Entrada ao Activo: 13/03/1976.
Estaleiro: Ast. Cantabrico y de Riera- Factoria Cantabrico, Gijon, Espanha. Casco#C.123.
Comprimento Fora a Fora: 108,57 metros.
Comprimento entre Perpendiculares: 99,01 metros.
Boca Maxima: 15,93 metros.
Pontal: 8,16 metros.
Calado: 6,64 metros.
Arqueacao Bruta: 3,375 toneladas.
Arqueacao Liquida: 1,512 toneladas.
Porte Bruto: 5,542 toneladas.
Potencia de Maquina Principal: 2,942 kw (4,000 hp), 430,00 rpm, 1 helice FP.
Velocidade de Servico: 15,50 nos.
Potencia de Geradores Auxiliares: 1,250 kw.


3 comentários:

Anónimo disse...

Através de alguns sites de tracking de navios vi este navio fundeado/aguardando ao largo de Angra do Heroismo antes de estar na P. da Vitória. Alguma razão para isso? Foi devido ao mau tempo?

Manuel Bettencourt disse...

Caro Visitante, sinceramente não sei pormenores, mas posso tentar saber!

Abraço,
Manuel

Rui Carvalho disse...

Caro MMCB

São várias as razões:

1 - Condições adversas de mar e vento, pois o terminal é completamente exposto a vários quadrantes;
2 - Hora da maré, pois o calado máximo admitido é 6,20 mts na maré cheia;
3 - Poupança e gestão de custos por parte do recebedor e armador.

Abraço

ErrE