Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Candidatos à construção dos novos ferrys - Fiskerstrand Verft AS

© Copyright fotos: Friskerstrand Verft AS
Este é o terceiro e último post dedicado aos concorrentes à concepção e construção dos dois ferrys destinados a operar nos Açores ao serviço da Atlânticoline, com capacidade para 650 passageiros e 150 viaturas. Relembrando a três propostas ordenadas por valores decrescentes: Fiskerstrand - 54.999.000,00€ (por cada navio); Armon Gijon, S.A. – 85.000.000,00€; Hijos de J. Barreras, S.A. - 81.200.000,00€ .
Este post é então dedicado ao estaleiro norueguês, Fiskerstrand Verft AS, que apresentou a proposta de valor mais elevado. 
Fiskerstrand Verft As, possui mais de 100 anos de história,  fundado em 1909 por, Peder E.Fiskerstrand (1875-1970),  com a designação de Fiskerstrand Slipp & Motorverksted. A empresa aposta forte na tecnologia e criatividade associadas à sua experiência, factores importantes para se adaptar a um mundo em constantes mudanças.
Fiskerstrand Veft AS, oferece uma vasta gama de serviços, que vão desde a manutenção, reparação, conversões de navios e construção, sendo um reputado construtor dos típicos ferrys que operam nos fiordes noruegueses. Ao nível da construção naval o estaleiro aposta essencialmente no equipamento de cascos construídos por outros estaleiros subcontratados.
Dois navios construídos por este estaleiro e que operam no nosso país são os ferrys, "Rola do Mar" e  "Pato Real", da Atlantic Ferries que é a actual empresa concessionária da ligação fluvial entre a cidade de Setúbal e a península de Tróia, concelho de Grândola. 
Post´s relacionados:

6 comentários:

Futurólogo disse...

Penso que em experiência ganham os Hijos Barreras, mas na relação qualidade/preço os Armon. Posto isto e na conjuntura atual em que vivemos acho difícil o construtor norueguês ser escolhido.

Manuel Bettencourt disse...

Boas caro visitante,

Interessante era saber que projecto apresentam cada um, isso também pode ser decisivo, digo eu!

Cumprimentos e volte sempre
Manuel

Anónimo disse...

Quando será que saberemos mais alguma coisa?.. projetos... etc?

Manuel Bettencourt disse...

Boas caro Visitante,

Sinceramente não sei responder, espero que em breve!

Cumprimentos e volte sempre
Manuel

Anónimo disse...

Peço desculpa, mas a qualidade de construção nórdica, como a norueguesa, é muito superior. Só quem não andou em navios construidos nesses paises desconhece tal facto. Comparem o antigo Açores( made in Suécia)com o Faial (made in Espanha).Perguntem aos comandantes dos cruzeiros acerca da chaparia e soldaduras feitas pelos estaleiros italianos de Monfalcone, comparadas com os de construçao finlandesa ou alemã....

Manuel Bettencourt disse...

Caro Visitante,

Não peça desculpa o seu comentário é muito bem vindo!

Eu nesta questão não tenho conhecimentos para opinar, espero é que seja um bom projecto sem limitações ao nível do cardeck.

Cumprimentos e volte sempre
Manuel