Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Governo dos Açores vai implementar programa de monitorização de obras marítimas


 © Texto: Gacs.
O Secretário Regional do Turismo e Transportes, Vítor Fraga, anunciou hoje, em Ponta Delgada, que o Governo vai implementar um programa de Observação Sistemática das Obras Marítimas nos Açores (OSOMA), numa parceria entre a Portos dos Açores, o Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC) e o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC).

“Serão assim definidos os procedimentos de observação de todas as infraestruturas marítimas que estão a cargo da Portos dos Açores, prevenindo, através da deteção atempada de anomalias, eventuais danos materiais e humanos, numa monitorização que irá contribuir para uma gestão de risco preventiva”, afirmou o titular da pastas das Obras Públicas, numa intervenção na conferência sobre ‘Risk Management’, organizada pela Açoreana Seguros e pelo Jornal Diário Económico.
 
Vítor Fraga frisou ainda que programa OSOMA “pretende avaliar o comportamento hidráulico-estrutural das obras marítimas em observação”, acrescentando que há quatro matrizes principais a cumprir através deste projeto, nomeadamente a deteção de anomalias do comportamento das estruturas a tempo de introduzir adequadas correções e assim minimizar as consequências económicas de eventuais avarias, a comparação do comportamento real das estruturas com o previsto em projeto, acompanhando a sua evolução no tempo, a recomendação da realização esporádica de campanhas com recurso a outros métodos de observação mais sofisticados, nomeadamente de zonas imersas, e, por último, a definição de quando, onde e em que circunstâncias devem ser operadas obras de manutenção e/ou de reparação.

Sem comentários: