Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

segunda-feira, 6 de julho de 2015

LES SABLES – HORTA 2015 / Regata cumpre primeira etapa, com chegada de veleiros à Horta

LES SABLES – HORTA 2015 [1]

(Regata cumpre primeira etapa, com chegada de veleiros à Horta)

 © Copyright texto e fotos:  Náutica Municipal da Horta - Açores /Dr. Luís Prieto.
A dupla de navegadores franceses Yannick Bestaven / Pierre Brasseur, no veleiro de última geração “Le Conservateur”, venceu domingo, dia 5, nos Açores, a primeira etapa da quinta edição da regata Les Sables / Horta / Les Sables para iates da Classe 40 (embarcações com 12 metros de comprimento), competição que largara a 28 de junho daquela cidade francesa.

Os vencedores cumpriram as 1470 milhas náuticas entre a costa oeste-atlântica de França e a ilha do Faial em 7 dias, 1 hora, 52 minutos e 1 segundo, com uma vantagem de mais de cinco horas e meia sobre os segundos na meta, Thibault Vauchel-Camus / Victorien Erussard (“Solidaires en Peloton ARSEP”), também gauleses.

Estas equipas foram as únicas que conseguiram terminar a primeira metade da prova até ao final do dia de domingo, tendo outros três veleiros concluído a etapa ao longo da madrugada de segunda-feira, com a dupla francesa Bertrand Delesne / Nils Palmieri (“TeamWork40”) a fechar o pódio, com 7 dias, 15 horas, 33 minutos e 30 segundos de viagem de alto mar.
Já em cais seguro na Marina da Horta estão também Louis Duc / Yves Sale, de França (“Carac Advanced Energies”) e os italianos Massimo Juris / Pietro Luciani (“Colombre XL”), que arribaram aos Açores ainda antes dos primeiros alvores da manhã do primeiro dia útil desta semana, entre as 4:00 e 5:15 horas da matina.
Ao início da tarde concluiu também esta parte da competição a única navegadora em competição, a francesa Catherine Pourre, que faz equipa com Goulven Royer, no iate “Earwen”, devendo o mesmo acontecer ainda hoje com a dupla gaulesa Manuel Cousin / Gérald Queouron (“Groupe Setin”).

Na cauda do pelotão, a mais de 120 milhas da linha de chegada, ao princípio da tarde desta segunda-feira, encontravam-se os representantes da Holanda, Ben Korner / Kj Sollie (“Masai”), que somente no dia de terça devem chegar à baía da Horta.

A competição deste ano, destinada como habitualmente a equipas de dois tripulantes, congrega 16 navegadores (8 veleiros envolvidos, portanto), ficando aquém dos 18 iates de 2013, dos 14 da edição de 2011 e dos 10 de 2007. O recorde de participação, 24 veleiros, foi atingido em 2009, um ano excecional em número de participantes.

A Classe 40 de veleiros de competição foi criada em 2004, tem presentemente 74 skippers inscritos na respetiva associação, 143 embarcações registadas, englobando 15 provas no seu calendário do corrente ano e traz agora aos mares do arquipélago dos Açores dois iates muito recentes – o “Le Conservateur” e o “Solidaires en Peloton ARSEP”, que entraram na frota somente em 2014.

O skipper do “Le Conservateur”, Yannick Bestaven, é o mais destacado concorrente em competição este ano, tendo ganho em 2011, tal como agora, a primeira etapa da prova, na ligação aos Açores, na altura fazendo equipa com Christophe Bouvet, no veleiro “Aquarelle.com”. No seu currículo avulta o primeiro lugar na Transat Jacques Vabre, em 2011 (Classe 40) e, ainda, a vitória na Transat 6.50 de 2001, para solitários, em embarcações ‘mini’.

Recorde-se que a regata para iates à vela da Classe 40 Les Sables / Horta / Les Sables (www.lessables-horta.com) se desenvolve entre a cidade francesa que é mundialmente famosa por ser ponto de partida e meta da «Vendée Globe» – a circum-navegação para solitários, sem escalas e sem assistência, em embarcações de 60 pés, que se realiza de quatro em quatro anos – e a ilha do Faial, onde a marina da Horta é também mítica, internacionalmente, para o universo de navegadores e velejadores que anualmente cruzam o Oceano Atlântico Norte.

A Les Sables / Horta / Les Sables é uma prova bienal que se iniciou em 2007, na altura com destino à Madeira, e que tem desde 2009 rumado aos Açores, num percurso total de 2540 milhas náuticas, registando como recordistas a dupla Giovanni Soldini / Karine Fauconnier, com o veleiro “Telecom Italia”, que completou a prova de 2009 num total de 12 dias, 17 horas, 34 minutos e 38 segundos.
Giovanni Soldini e Karine Fauconnier são também os detentores do recorde desta prova no percurso de França para os Açores (em 2009), com 6 dias, 11 horas, 55 minutos e 6 segundos, enquanto o melhor tempo no sentido da Horta para Sables d’Olonne pertence, desde 2011, à dupla Jean-Edouard Criquioche e Jacques Fournier, que com o iate “Groupe Picoty” completou as 1270 milhas de viagem em apenas 5 dias, 14 horas, 46 minutos e 26 segundos.

A regata Les Sables / Horta / Les Sables é organizada pela municipalidade francesa de Sables d’Olonne, com a colaboração estreita com a novíssima Associação Les Sables d’Olonne Vendée Course Au Large e com a Associação Class’ 40, ambas agremiações também gaulesas, sendo diretor de prova Denis Hugues, personalidade muito conhecida no meio náutico francês, europeu e transatlântico.

Esta prova tem, ainda, os apoios do Conselho Regional do Pays de la Loire, do Conselho Geral de Vendée, do Port Olona e da Associação Náutica de Bourgenay, sob os auspícios da Federação Francesa de Vela. Nos Açores a regata conta com a coordenação logística da Comissão Náutica Municipal da Horta, que integra a Câmara Municipal da Horta, o Clube Naval da Horta, a Portos dos Açores S.A. e a Associação Regional de Vela dos Açores, recebendo o apoio do Governo dos Açores.

A segunda etapa da regata Les Sables / Horta / Les Sables, de regresso a França, largará da ilha do Faial, nos Açores, na tarde do próximo domingo, 12 de julho, pelas 15:02 horas (do fuso do arquipélago insular português).


Horta, 6 de julho de 2015

Dr. Luís Prieto
(Comissão Náutica Municipal da Horta - Açores)

Sem comentários: