Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Portos dos Açores, S.A. - Esclarecimento sobre avaria da grua portuária do Porto da Praia da Vitória

 © Copyright foto: Cte Rui Carvalho, Terceira.
© Texto: Portos dos Açores, SA
Tendo em conta a notícia difundida por vários órgãos de comunicação social, dando conta de alegados atrasos nos navios de carga e da avaria da única grua em funcionamento no Porto da Praia da Vitória, colocando supostamente em risco o desembarque de contentores, esta administração portuária vem esclarecer o seguinte:


1. A Portos dos Açores, S.A. tem, de facto, uma grua Gottwald avariada no Porto da Praia da Vitória desde o dia 9 de julho, em resultado da quebra de um dos cabos de carga daquele equipamento;
2. A reparação da avaria em questão implicou a deslocação dos componentes da grua danificados da Holanda, prevendo-se para o início de Agosto a sua operacionalidade;
3. Seja como for, não corresponde à verdade que a mencionada avaria possa “colocar em risco o desembarque de contentores”, já que todos os navios porta-contentores que operam entre o continente e a Região possuem meios de descarga próprios que, de resto, utilizam na generalidade dos portos do arquipélago dos Açores;
4. A utilização da grua Gottwald no Porto da Praia da Vitória permite, não obstante, maior rentabilidade e celeridade na operação portuária, o que implicou face à avaria registada que os armadores reprogramassem a sua operação, incluindo-se aqui ajustamentos de itinerários;
5. Como é natural em situações de qualquer avaria e no caso presente também a principal preocupação da administração portuária foi tentar que o problema fosse debelado no mais rápido prazo de tempo possível, o que se crê acontecerá num período de tempo muito curto, tendo em conta a natureza da avaria em questão;
6. A Portos dos Açores, S.A. lamenta os transtornos que esta situação possa estar a causar e afirma-se, acima de tudo, orientada por princípios de precaução, tendo em vista o desenvolvimento de toda a operação portuária com os mais elevados padrões de segurança para pessoas e bens.


Horta, 24 de julho de 2015

Portos dos Açores, S.A.

1 comentário:

Anónimo disse...

Em vez de se gastar milhões em obras de cimento a construir porcaria para contentar alguns amigos, que se aposte numa manutenção programada e sobretudo com gente competente que perceba do assunto. Brincar com o dinheiro do Zé Povinho sempre foi facil