Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Governo dos Açores satisfeito com prolongamento do regime de exceção da pesca do atum bonito no Atlântico

Texto e foto:  Gacs
O Governo dos Açores congratulou-se com a aprovação, que era pretendida pela Região, do prolongamento do regime de exceção da pesca do bonito no Atlântico na votação que decorreu hoje na Cidade do Cabo, África do Sul, no último dia da reunião anual da Comissão Internacional para a Conservação dos Atuns do Atlântico (ICCAT).

Este regime de exceção permite aos armadores açorianos efetuar capturas desta espécie de atum, utilizada pela indústria conserveira sedeada na Região, sem limite de quota estabelecido.

“Com esta votação, a Região pode continuar a manter os níveis de captura existentes até à data, com benefícios para o rendimento dos pescadores e para as conserveiras açorianas”, afirmou o Diretor Regional das Pescas.

Luís Costa destacou ainda a aprovação da proposta de flexibilização do período de defeso para o atum rabilho no Atlântico, desde que por embarcações que exerçam a pescaria com a arte de salto e vara, que é a praticada pelas embarcações açorianas.

Desta forma, a Região poderá flexibilizar o calendário mais adequado para o período de defeso a aplicar no mar dos Açores nas capturas de atum rabilho.

A Região Autónoma dos Açores, além da satisfação destas duas pretensões, também defendeu, nesta reunião anual da ICCAT, o reforço de quota de patudo, mas, como o estado do stock desta espécie de atum será alvo de uma avaliação científica em 2014, a Comissão anunciou que eventuais revisões de quota ficarão dependentes dos resultados dessa avaliação.

Luís Costa reiterou ainda que a Secretaria Regional dos Recursos Naturais pretende incentivar a valorização comercial do atum através da criação de canais de distribuição, nomeadamente com os Estados Unidos.

A próxima reunião anual da ICCAT, comissão responsável pela gestão e conservação de tunídeos e afins, vai decorrer em novembro de 2014, em Itália.
 

Sem comentários: