Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Novo ferry Armas.

Hoje, Astilleros Barreiras acabam de anunciar o nº de casco do primeiro ferry dos quatro novos contratados com Naviera Armas. O nº de casco Barreiras: 1666 TBN (to-be-named, pendente de nome). Nós ante a ausência de vulcões madeirenses apostamos por um açoriano : Vulcão do Pico. Deverá estar operativo para o verão 2010 em que se incorporárá à linha Funchal-> Portimão ( ou talvez Ponta Delgada -> Funchal -> Portimao?). --Mais info--
Fuente: A. Barreras y N. Armas. Texto: A. Sáez, Tenerife.

2 comentários:

Paulo Spinelli disse...

Muito dificilmente um ferry que se destina a fazer linhas para a Madeira, terá nome de um vulcão nos Açores. Vulcões há em todas as ilhas da macaronésia, visto que são vulcãnicas. A diferença é que em algumas ilhas não se costuma usar esse termo, ou os vulcões maiores não ficam com crateras definidas. É o caso da Madeira onde se chamam "picos". Mas o pior nem é isso. O Pior é que dizem que já foi posta a hipótese dos Açores, mas a possibilidade foi posta de parte pela ARMAS, porque não seria rentável, fica muito distante e fora-de-mão, o mercado é limitado etc.

antonio sáez disse...

Es evidente la ausencia de volcanes en Madeira. Es el único archipiélago de Macaronesia de origen No volcánico. La posibilidad de que Armas hiciera esa línea pasaría, no sólo por el transporte de pasajeros hacia Madeira y al continente, sino por carga rodada que mejoraría la rentabilidad de la conexión. Además existen las subvenciones europeas (50 % y más)al transporte de pasaje y mercancías por la condición de regiones ultraperiféricas. Saludos.