Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Transinsular apresentou hoje em Ponta Delgada o navio "Chem Daisy"

A Transinsular, apresentou hoje no porto de Ponta Delgada o N/T "Chem Daisy",  navio com o qual ganhou o concurso de distribuição de combustíveis inter-ilhas. A cerimónia contou com a presença de vários convidados. Como já referimos aqui aquando da estreia do navio no porto da Graciosa, trata-se de uma navio construído em 2010 nos estaleiros Turcos de Cicek.
Este navio têm ainda a particularidade de ter um sitema de propulsão que consiste em dois Azipods, algo que traz maior manobrabilidade, notando-se uma maior facilidade nas suas manobras, como podemos constatar  no vídeo relativo à sua saída do porto da Graciosa a 14 do corrente mês.
Faço Votos para que os Deuses dos Mares o protejam e que permita a Transinsular cumprir  a sua missão com tranquilidade.
Dados técnicos:

Nome: CHEM DAISY.
Nº IMO: 9479644.
Ind. chamada: 9HA208.
Tipo: Oil chemical tanker type II.
Sociedade classificadora: Bureau Veritas.
Bandeira: Malta.
Porto de registo: Valletta.
Ano construção: 2010.
Estaleiro: Cicek Tersanesi, Turquia, casco 48.
Lançamento à água: 2010-10-26.
Porte ( D.W.T.): 3074 tons.
T. arqueação bruta: 2105 tons.
T. arqueação líquida: 904 tons.
Comprimento f. a f.: 84,98 mts.
Boca: 12, 60 mts.
Calado: 5,40 mts.
Potência da máquinas: 2x 1278 hp ( Mistubishi).
Sistema propulsão: 2 azipods.
Bowthruster: 1
Velocidade: máx. 13 nós, serviço 11,5 nós.
Operador: Transinsular.
Comandante: Bugrahan Simsek, Turquia.
Navios irmãos: Brezzamare; Chem Violet; Frecciamare.
(©) Copyrights fotos: António Manuel Dias de Simas, S. Miguel.

10 comentários:

Rui Carvalho disse...

Caro MMB

O que me impressiona é que até para uma coisa simples como substituir um navio de um serviço que funciona 365 dias por ano seja necessário "conspurcar" tudo com a porcaria da política e os seus actores.
Já enoja o cunho político que esta gente tem de dar a tudo o que faz nem que seja a mais simples operação técnica.
Estão pior que no últimos tempos do Mota Amaral.
É uma tristeza.

Abraço

ErrE

Manuel disse...

Boas ErrE, pensando bem vou retirar essa parte do post.
Abraço
Manuel

Manuel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Vejo ali uma tenda montada aparentemente para a dita festarola (cerimónia), que ocupa a largura utilizável do molhe e ponho-me a pensar enquanto esteve ali, por onde é que passavam os camiões e outros veículos que tivessem que operar ou passar em direcção ao resto do molhe. Inadmissível.

Manuel disse...

Caro visitante, obrigado pelo comentário e visita, já não vou a PDL a algum tempo, mas parece-me que ao lado da "barraquinha" têm um edificio e do outro lado passa os camiões e máquinas, pelo menos é a ideia que tenho do local.
Quanto a cerimonia ou festarola, não faço ideia, não sei em que consistia os convites, mas devia de haver uns docinhos e uns salgadinhos digo eu.
Abraço
Manuel

Anónimo disse...

Manuel, realmente tem razão. Não conheço o molhe mas já estive a ver imagens de satélite no google maps e realmente existe alternativa de passagem do outro lado do tal edificio. Em relação aos salgadinhos e docinhos, só é pena os das outras ilhas que o navio serve, não terem direito a nada... ou se calhar até foram convidados e pagaram-lhes a deslocação a PDL e tudo, sabe-se lá. Uma coisa parece certa, deve ter sido só gente "VIP", senão o Manuel tinha estado lá e já lhe pedia uma foto dos salgadinhos e docinhos, porque com os olhos também se come.

P.S. - Curiosidade: Reparei que quando ando em navios, seja ferry ou outro qualquer, dá-me uma fome "alucinante", diferente do tipo de fome que me dá quando estou em terra. Deve ser dos ares do mar não sei. Já outras pessoas comentaram comigo o mesmo fenómeno.

Manuel disse...

Caro Amigo, esta "festinha" teve a presença de politicos, mas também de vários convidados, sei que convidaram várias pessoas também da Graciosa e das outras ilhas ( agentes de navegação, etc) mas como cada um tinha que pagar a deslocação, os que conheço apenas viram as fotos do blog ( uma gentileza do Amigo António).
Bem a Transinsular encarrega-se de apresentar o navio aos VIPs, aqui no blog eu e os meus Amigos continuaremos a apresentar o navio ao País e não só.

http://delacontecerportuario.wordpress.com/2011/05/30/chem-daisy-al-servicio-de-transinsular/

Já agora aproveito para dizer que gosto bastante deste navio, mas ainda não tive a sorte de o receber com bom tempo.
Abraço e volte sempre
Manuel

Manuel disse...

Caro Visitante ( coment offtopic) já vi o link obrigado parece interessante, fiquei com uma duvida que é se aquela estrutrura se adapta à ondulação.
Contudo fiquei um ouco confuso, gostava que fizesse-mos um post sobre estas mangas?
Abraço
Manuel

Anónimo disse...

Manuel, ao que parece são mangas de última geração que se adaptam a tudo e mais alguma coisa. Um colega entusiasta dos navios de cruzeiro disse-me que os novos navios de cruzeiro da Royal Caribbean por ex, têm as baleeiras saídas em relação ao casco e requerem mangas especiais, e que neste momento nesta zona do atlântico e mediterrâneo só os portos de Barcelona, Málaga e Funchal estão preparados com mangas que se adaptam a essa nova geração de navios. Se quiser fazer um post sobre estas ou outras mangas está ao seu critério. Seria interessante também saber afinal o que se passa com a de PDL (Portas do Mar). Tenho ouvido e lido muitas criticas e há quem defenda até retira-la pois só atrapalha.

Manuel disse...

Boas, logo que tenha tempo vou fazer um post, se calhar como ali atracam também os ferrys estou a pensar nas que tenho visto nos terminais da Fred Olsen e da Armas.
Abraço e Obrigado
Manuel