Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Porto de Ponta Delgada com nova grua portuária




O porto de Ponta Delgada, recebeu uma nova grua portuária da marca alemã Gottwald, empresa subsidiária da Demag Cranes AG, com sede em Düsseldorf. A montagem da grua está sendo efectuada recorrendo à Gottwald existente, no contexto geral esta é a 3ª Gottwald a operar nos Açores, existindo uma na Praia da Vitória e duas em Ponta Delgada.
(©) Copyright fotos: Nuno Reis, S. Miguel.

12 comentários:

Anónimo disse...

Novamente, como disse no outro dia, vai tudo para Ponta Delgada enquanto os outros portos contentam-se com o equipamento velho, ou muitas vezes, inexistente. Enfim...
Abraço

Manuel disse...

Meu Amigo que havemos de fazer, utilizamos empilhadores de 25 tons para movimentar flats com 30 tons, acho que nem vale a pena falar muito nisso é melhor estar calado.
Um Abraço,
Manuel

Elvio Leão disse...

Aqui em Porto Santo, não há gruas, o navio é descarregado com as gruas de bordo, e a movimentação é feita com uma reachstacker de 45 ton, Quando não são contentores usa-se correntes ou cabos com gatos e movimenta-se tudo. E não tem problema, o movimento que existe não comporta outro tipo de equipamento.
Abraço
Elvio

Manuel disse...

Amigo Elvio, apenas Ponta Delgada e Praia da Vitória tem gruas portuárias, nos restantes portos não temos gruas deste tipo, nem são necessárias, pois como dizes são os navios que descarregam. Eu sei que movimentas com o reachestaker, mas o teu tem olhais nas extremidades do spreader, o que facilita a movimentação de flats por exemplo, o meu não tem, mas também existe equipamentos relativamente simples para adaptar ao spreader e que lhe permite movimentar flats com engate automático, também não sei o preço mas pode-se investigar por mera curiosidade.
Abraço,
Manuel

Manuel disse...

Amigo Elvio, apenas Ponta Delgada e Praia da Vitória tem gruas portuárias, nos restantes portos não temos gruas deste tipo, nem são necessárias, pois como dizes são os navios que descarregam. Eu sei que movimentas com o reachestaker, mas o teu tem olhais nas extremidades do spreader, o que facilita a movimentação de flats por exemplo, o meu não tem, mas também existe equipamentos relativamente simples para adaptar ao spreader e que lhe permite movimentar flats com engate automático, também não sei o preço mas pode-se investigar por mera curiosidade.
Abraço,
Manuel

Rui Carvalho disse...

Caro MMB

O porto que menos necessitava dessa grua é o de Ponta Delgada, e devo lembrar que apenas a utilizam para descarregar graneis.
Nunca utilizaram a grua para descarregar contentores, sabe-se lá porquê !
Na Praia da Vitória sempre esteve previsto e solicitado uma segunda grua, pois aqui descarrega-se contentores e graneis com a grua, sendo que esta segunda grua iria permitir ao porto oferecer mais competitividade na baldeação de carga contentorizada.
Mas para onde é que vai a grua ? Ponta Delgada pois é claro, as supremas inteligências que nos desgovernam devem ter encontrado alguma razão para essa anormalidade com certeza.
É que já não há pachorra para tanta incompetência e para tanto tacho que não percebem nada disto, palavra de honra que já não há paciência para tanta parvoíce.

Abraço

ErrE

Manuel disse...

Caro ErrE,

Tem paciência, ou ainda tens um ataque de coração, como sabes bem o que penso não vou comentar.

Um Abraço,
Manuel

Elvio Leão disse...

Boas.
Tanto quanto sei todos os reachstaker Kalmar têm olhais no spreder, os outros sinceramente não sei, mas ja usamos aqui um sistema para movimentar antifers de 30 ton que consistia numa estrutura em aço, com as dimensões certas de 1x20, e encaixes para os punhos do spreder, e no centro ficava um gato que pegava no aparelho de içar os antifers. Isto funchionava bem, mas devido a altura com os cabos, aperelho e estrutura limitava o empilhar a 2 de alto. mas movimentei muitos assim.
Abraço
Elvio

Manuel disse...

Elvio, vou procurar se achar envio-te o equipamento a que me referia!
De facto o reachsatcker é uma máquina polivalente, e com os devidos acessórios podia ficar ainda mais.
Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

Alguém aqui nao fez as contas todas... Só pode! Esse tipo de opinião vem de ignorância ou de quem nao fez contas ainda...

Rui Carvalho disse...

Meus caros

As contas estão muito bem feitas, as nossas claro.
Penso que me assiste o direito de o dizer até pelo meu passado recente na operação portuária.
O que é preciso dizer todos os dias é que o porto de Ponta Delgada CANIBALIZOU o porto da Praia da Vitória, tal como o aeroporto João Paulo II CANIBALIZOU o aeroporto das Lajes.
Poderia continuar com todos os estudos que demonstram que a centralidade pouca dinheiro.
Penso que por aí concordaremos todos.
A grua será uma alavancagem para o porto da Praia da Vitória e para o bem dos Açores.

Não digo que PDL não receba a sua, mas cancelar a da Praia da Vitória CHEIRA MUITO MAL !!!!

Abraço a todos

ErrE

Manuel disse...

ErrE, e eu? Também quero máquinas, e não são de 2,8 milhões, apenas 250 000 +-, talvez menos, queria um empilhador com capacidade de movimentar uma flat com peso máximo, acho que não é pedir muito.
Abraço,
Manuel