Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Projeto COSTA potenciará posição dos Açores nas ligações marítimas transatlânticas, afirma Luís Quintanilha


O Diretor Regional dos Transportes, Luís Quintanilha, afirmou hoje, na Praia da Vitória, que a implementação na ilha Terceira do Projeto COSTA, uma plataforma de abastecimento de gás natural para o transporte marítimo entre a Europa e os EUA, colocará os Açores em posição de destaque nas ligações entre os dois continentes.

Luís Quintanilha, que acompanhou o Embaixador do Canadá em Portugal na apresentação do Projeto COSTA, salientou que o Governo dos Açores considera, no contexto do transporte marítimo europeu em mercados globais, a necessidade de conferir o “merecido destaque” à dimensão atlântica e insular da Região, impondo-se assim que os Açores se assumam em pleno Atlântico como fronteira marítima ocidental da União Europeia.

“A Região Autónoma dos Açores, apesar da sua pequena dimensão terrestre, beneficia da maior Zona Económica Exclusiva da Europa”, frisou o Diretor Regional, acrescentando que “este ativo é tanto mais significativo se atendermos, por um lado, à posição estratégica centralizada e privilegiada detida pela Região no contexto mundial e, por outro, às repercussões a nível económico, social e ambiental sobre os países comunitários vizinhos”.

Na sua intervenção, Luís Quintanilha recordou que a Região tem estado ativa nas revisões da Estratégia para os Transportes da União Europeia, tendo o Governo dos Açores reforçado, junto de Bruxelas, a importância de incentivar a criação de uma rede contínua de infraestruturas para combustíveis alternativos.

Sendo os Açores a única região europeia com posição privilegiada para se constituir como uma plataforma de abastecimento de gás natural para o transporte marítimo entre a UE e os EUA, o Executivo tem apostado na aprovação e desenvolvimento do projeto apresentado pela Portos dos Açores, no âmbito do Projeto COSTA - CO2 & Ship Transport Emissions Abatement by LNG.

“O Governo dos Açores desde o início quis estar envolvido no acompanhamento deste projeto através da Portos dos Açores, considerando que este projeto será impulsionador para garantir e trazer maior atividade marítima para os Açores, mais concretamente para o Porto da Praia da Vitória”, afirmou o Diretor Regional, adiantando que a amplitude do Projeto COSTA irá além do abastecimento de navios, ao estimular o tráfego marítimo.

Luís Quintanilha sublinhou também que o Executivo açoriano tem destacado “a importância de ser criado no arquipélago um terminal de transbordo de contentores, num sistema inovador do tipo ‘Hub-and-Spoke’, que contribuiria para descongestionar o tráfego terrestre nos portos europeus e norte-americanos, dado que o acesso a esses portos passaria a ser efetuado através da utilização de navios porta-contentores de médio porte, com maior agilidade operacional em comparação com os designados ‘mega carriers’, de grandes dimensões”.

O Diretor Regional admitiu que existirão obstáculos em vários campos à execução deste projeto, mas frisou que "a implementação de projetos desta natureza poderá permitir o desenvolvimento futuro da Região, que pretende contrapor os elevados custos de contexto, particularmente relevantes em regiões insulares e com uma elevada dependência económica do transporte marítimo”.
 

© GaCS/SRTT

2 comentários:

Anónimo disse...

Sr. Manuel

O que é isso de hub-and-spoke ?

MC

CM

Manuel Bettencourt disse...

Boas caro CM,

Pela pesquisa que fiz julgo ser esta a definição:
O sistema Hub and Spoke é um modelo organizado conforme o nome indica. Em qualquer capacidade,
consiste num processo que flui por um conjunto de caminhos denominados "spokes", que se conectam
a locais centrais chamados de “hubs” ao atravessar ou retornar ao seu destino final. O conceito é
utilizado em diversos setores.

Abraço
Manuel