Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Transinsular - 30 anos a servir Portugal



© Copyright fotos: MM Bettencourt, Graciosa.
© Logos: Transinsular / © Vídeo Youtube/Grupo ETE
O porto da Graciosa, recebeu hoje mais uma escala do porta-contentores, "Ponta do Sol", que nos visitou exibindo uma faixa comemorativa dos 30 anos de existência da Transinsular empresa sua proprietária.
Recentemente, aquando das cerimónias de celebração do aniversário da Transinsular, os nossos políticos, referiam a necessidade de reinventar o sector, e de, haver um ímpeto reformista nos transportes marítimos. Pois bem, se é essa a vossa opinião dediquem a atenção necessária ao sector e ás empresas nacionais. Todos nós lemos sobre a importância do transporte marítimo no mundo, mas talvez ninguém dê tanto valor como quem vive em ilhas, ainda para mais quando essa escala de extraordinária importância para a economia se faz quinzenalmente. Felizmente que este navio tem sido sinónimo de regularidade, não havendo registo de cancelamentos há mais de um ano. Parabéns pela regularidade e por fazerem do mar que nos separa uma "estrada" que nos liga ao resto do mundo! 

História da empresa

A Transinsular foi constituída por iniciativa do Governo Português em Outubro de 1984 na sequência do processo de extinção das empresas públicas CTM (Companhia de Transportes Marítimos) e CNN (Companhia Nacional de Navegação).
Em 1987 dá-se a abertura da empresa a accionistas privados, concretizada através da venda, pelos accionistas Estado e IPE-Investimentos e Participações do Estado, de 30% do seu Capital Social, e em 1990 o estado aliena a totalidade da participação que ainda detinha na empresa, passando o seu controlo a ser detido pela TIGEST, SGPS.


Em Abril de 1999 a ETE-Empresa de Tráfego e Estiva adquiriu a totalidade do capital social da Transinsular-Transportes Marítimos Insulares, S.A. Esta operação foi o culminar de negociações que decorreram com o anterior accionista, a CMB-Compagnie Maritime Belge N.V., que desde 1993 detinha o controlo da empresa.
A Transinsular, que é hoje o maior armador português de serviços de linha com uma frota de 8 navios e um volume de negócios de cerca de 70 milhões de Euros, voltou a estar integrada num Grupo Português.

A empresa irá manter e reforçar o papel de charneira que tem tido no mercado Português de transportes marítimos, em particular nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, e também em Cabo Verde, Guiné Bissau, Angola e Moçambique.

A Transinsular, integrada no Grupo ETE, terá mais condições para corresponder ao principal desafio para o futuro: a capacidade de oferecer aos seus clientes soluções de transporte integradas. Soluções que vão para além da gestão dos navios e das operações portuárias mas que, cada vez mais, passam pela integração de serviços e pelo intermodalismo.









Sem comentários: