Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

N/M "DORIS T" na Praia da Vitória

Gosto de ficar a vê-las passar, olhar babado para elas como que a caturrar. É um gosto que tenho. Olhar as popas, sejam redondas, quadradas, magras, largas, assim-assim ou de caras, todas todas. É um gosto que a todo o marinheiro marca, enfim de uma popa de "Barca". Francesas, Italianas, Africanas ou do Japão, tanto me faz que sejam ou não, mas as que mais me apraz, com relâmpagos de emoção, da frente para trás, são as do nosso pequeno torrão. Mas "Bifas" é que não, que não faz! É um gosto que tenho. Mas esta, esta pequenina como se quer a sardinha, tem uma áurea tão bela, tão fina. É um gosto que tenho e que me carcominha. 
DADOS TÉCNICOS:
Nome: DORIS T
Data e Hora da entrada: 14.02.2011 - 07:00
Indicativo de chamada: V2HR
Nº IMO: 7626748
Porto de registo: BT. JOHNS
Bandeira: ANTIGUA & BARBUDA
Ano de construção: 1977
Comprimento f. a f.: 79.00 mês.
Boca máxima: 12.43 mts.
Porte (DWT): 2.150 tons.
Arqueação bruta: 1.973 Mtons.
Arqueação líquida: 853 Mtons.
Calado máximo à entrada: 5,0 mts.
Último porto: Séte.
Próximo porto: Espera Ordens.
Tipo de carga: 1.978 Tons. de Granulado de Girassol.
Potência do auxiliar de proa: Não tem.
Potência da Máquina Principal: 1.177 Kw.
Armador: DORIS T SCHIFFAHRTS.
Recebedor: UNICOL.
Agência: THOMÉ DE CASTRO SUCRS. ILDA. - José Soares.
Nome do Comandante: N. Brolov.
Piloto de serviço: Henrique D'Almeida.
(c) copyright fotos e texto: Cte. Rui Carvalho, Praia da Vitória.

2 comentários:

Anónimo disse...

é sempre com muito prazer que vejo e revejo, e por ca vou passando para fazer as minhas delicias, sinto me em "casa" com estas imagens e interessantissimas descrições....
um grande abraço amigo
Francisco Nunes

Manuel disse...

Boas Amigo Francisco, ainda bem que te sentes bem aqui, também gosto de te ver por cá.
Quanto a este post, o nosso Amigo Rui, estava bem inspirado, e escreveu um daqueles texto super interessantes, a certa altura fiquei a pensar que se referia a miudas, mas afinal estava errado era mesmo de popas.
Abraço,
Manuel