Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

N/T "SIGAS MAUD" na Praia da Vitória

Depois da visita do N/T "CORAL ELECTRA" a 20 de Janeiro, e aqui referenciada, coube-nos agora o N/T "SIGAS MAUD" da Companhia EITZEN GAS A/S, que se estabeleceu na cidade de Oslo no ano de 1883 pela mão do Capitão Sr. Camillo Eitzen, seu primeiro CEO. Estas escalas de 3 semanas oferecem por vezes a oportunidade de ir conhecendo uma miríade de pequenos LPG costeiros que pupulam freneticamente pelos mares da nossa Europa, e que de quando a quando arriscam um frete até às ilhas Açorianas, para nosso intenso regalo.
DADOS TÉCNICOS:

Nome: SIGAS MAUD
Data e Hora da entrada: 08.02.2011 - 02:00
Indicativo de chamada: 3EGE3
Nº IMO: 9363522
Porto de registo: PANAMA
Bandeira: PANAMA
Ano de construção: 2006
Comprimento f. a f.: 99.98 mts.
Boca máxima: 17.50 mts.
Porte (DWT): 5.073 tons.
Arqueação bruta: 4.279 Mtons.
Arqueação líquida: 1.373 Mtons.
Calado máximo à entrada: 4,5 mts.
Último porto: Horta.
Próximo porto: Ponta Delgada.
Tipo de carga: Gás Butano.
Potência do auxiliar de proa: 300 Kw.
Potência da Máquina Principal: 4.500 Kw.
Armador: EITZEN GAS A/S.
Agência: THOMÉ DE CASTRO SUCRS. ILDA. - José Soares.
Nome do Comandante: Apolinario Aguila.
Piloto de serviço: Guilherme Bettencourt.
(©) Copyright texto: Cte. Rui Carvalho, Praia da Vitória.
(©) Copyright fotos: Cte. Henrique D´Almeida, Praia da Vitória.
Captura do programa Localizatodo

3 comentários:

Ricardo disse...

São frequentadores do porto de Lisboa, das bandas da margem Sul. Um dos terminais mais difíceis para fotografar. A Banática.

Manuel disse...

Boas Ricardo, obrigado pelo teu comentário, vou ir ao localizatodo ver inde este navios operam uma vez que como sabes cnão conheço o porto de lisboa.
Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

Navios do mesmo "tipo" que em tempos alvoraram a bandeira verde e vermelha....
pena ja nao serem nossos, mas um dia voltarão, talvez com cores diferentes dos abituais verdinhos....
um abraço amigo manuel, e belo navioooo