Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Logística da distribuição do cimento no grupo central

De passagem pela cidade de Angra do Heroísmo, vi fundeado na baía, o navio cimenteiro "Madeira". Lembrei-me de publicar algumas fotos que dentro do possível explicassem a logística da distribuição do cimento no grupo central. A primeira fase será como não podia deixar de ser a operação de descarga para os silos da Cimentaçor, situados no porto da Praia da Vitória,  depois dessa descarga, o cimento é ensacado nas tradicionais sacas ou  em big-bags, sendo então transferido para o caís concessionado aos TMG que  fica junto à Cimentaçor e embarcado nos seus navios que o distribuem pelas ilhas do grupo central, uma vez que têem a exclusividade desse serviço. Claro que existem excepções como foi o caso da importação pela Tecnovia-Açores de cimento da Turquia, ocorrida em 2010.
(©) Copyright fotos: MM Bettencourt, Graciosa.

2 comentários:

Anónimo disse...

Ola amigo Manuel, so uma pergunta, o o cimento "empacotado" dessa forma, resiste a humidade e a eventuais chuviscos?..
um abraço F. Nunes

Manuel disse...

Boas Amigo Francisco, o cimento ensacado é colocado em paletes e é protegido com plastico, claro que protege da chuva mas desde que não esteja danificado, e mesmo assim é melhor não abusar por causa da humidade. Os big bag tem uma proteção de plastico por dentro, parece-me que resite mais do que as paletes.
Abraço,
Manuel