Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Governo cria a “Portos dos Açores”

O Governo Regional dos Açores vai apresentar à Assembleia Legislativa uma proposta de decreto legislativo regional que procede à fusão das três administrações portuárias, actualmente, existentes na Região, numa única entidade, a Portos dos Açores – Sociedade Anónima, com sede na cidade da Horta.
O modelo agora, adoptado, integra-se num processo mais amplo de reestruturação e modernização da Administração Regional e visa a implementação de uma solução institucional simples e flexível que permita, sem estabelecer rupturas com as áreas de jurisdição portuária já consolidadas, alcançar ganhos de gestão dos recursos financeiros e humanos existentes, resultando numa redução de custos e num aumento dos níveis de produtividade e de eficiência organizativa.
O Governo assegura que os trabalhadores das actuais administrações portuárias são integrados na nova entidade, não implicando esta integração qualquer modificação na relação jurídica de emprego, categoria profissional ou estatuto remuneratório.
É de destacar, igualmente, o facto de que com a fusão aprovada se alcançar uma poupança anual de cerca de 2,2 milhões de euros, nos custos das remunerações dos conselhos de administração, cujo número global de membros é reduzido de 11 para três, e na aquisição de fornecimentos e serviços.
Fonte: GACS
(©) Copyright fotos: MM Bettencourt, Graciosa.

11 comentários:

Anónimo disse...

Onde é que vão colocar o eng. Dutra e o Melvino?
A eng. Conceição Rodrigues parece que já tem o lugar garantido na nova orgânica, o Melvino deve voltar para chefe de cais e o eng. Dutra... é uma icógnita

Manuel disse...

Boas, Caro Visitante, sinceramente não sei responder a essas questões, mas ouvi dizer que cada uma das ex-Administrações portuárias fica com dois elementos na gestão, mas também gostava de
saber mais sobre este tema e não sei. Esperemos que nos visite alguem que nos possa ajudar.
Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

E aqueles doutores de letras que so estão a pavonear-se , de fato do bom corte e a comer e passear de borla???

Manuel disse...

Boas, olhe que até nem me importava se esses doutores fossem competentes, mas avaliando a situação miseravel do nosso país devo concluir que não são.

Abraço,
Manuel

Rui Carvalho disse...

Caro MMB

Quem está atento ao que se passa na nossa RAA e no País percebe que é tudo treta.
A passagem de Juntas Autónomas para Administrações serviu apenas para desorçamentar DÍVIDA PÚBLICA às contas regionais e criar DÍVIDA PÚBLICA a Sociedades Anónimas de direito privado que pertencem 100% ao Zé Povinho, mas que não entram nas contas do Estado.
E foi o que se viu.
Agora são os mesmos que fizeram a porcaria que tentam limpar a face reduzindo o número que "BOYS" que colocaram nas AP'S e que já estão suficientemente GORDOS, e apenas porque é preciso dar a ideia que se reduziu estatisticamente X entidades e X cargos públicos.
A propósito, alguns Administradores vão passar a Directores.
Tudo permanece igual.
Só acredita quem quer.

Abraço

ErrE

Ricardo disse...

Acho uma boa ideia. Por outro lado pode não ser é bom para pequenos cais que eventualmente existam em alguma das ilhas pois o risco de esquecimento é maior. Mas por outro lado também representa maior poder monetário de uma estrutura única para poderem fazer obras em alguma parte, caso seja necessário.

Anónimo disse...

Dizem as bocas do cais que a nova administração vai ser constituida pelo eng. Nascimento como presidente e a enga. Conceição Rodrigues e o dr. Filipe Macedo como vogais

Manuel disse...

Amigo Rui, já várias vezes falamos sobre este tema e sabes bem qual a minha opinião.
Abraço
Manuel

Amigo Ricardo, continua a haver (tanto quanto sei) autonomia das ex AP, até porque continua a haver três tarifários, esse problema do esquecimento não me preocupa.
Quanto a obras, envio-te um mail.
Abraço,

Manuel

Caro Visitante, Obrigado pela info, não sabia.
Abraço,
Manuel

Anónimo disse...

O sr. cmt. Rui Carvalho tem alguma razão naquilo que afirma, mas também é verdade que temos três pilotos no APTG da Praia da Vitória para atracarem no máximo quatro navios por semana.
E ainda querem mais um piloto.
Quanto é que ganha cada piloto?

Manuel disse...

Caro Visitante, não se esqueça que os pilotos também prestam serviço no porto da Graciosa, e para sua informação tivemos 167 navios (334 manobras) em 2010 que necessitaram de Pilotagem, isto apenas na Graciosa, quanto aos numeros da Praia da Vitória e Angra, e fundeadouros o Cmdte Rui poderá responder.
Cumprimentos,
Manuel

Rui Carvalho disse...

Caro Anónimo

Normalmente tenho por hábito "espancar" os anónimos que por aqui passam devido à cobardia do seu anonimato.
No entanto, e por que o FCP ganhou 5-1 ao VilaReal, digo-lhe humildemente que não necessita de me dizer que tenho razão.
Parafraseando Machado referindo-se a Jesus (o Jorge claro está) acerca das evidências: Um vintém é um vintém e um cretino é um cretino, sempre!
Um pequeno pormenor os pilotos da ex-APTG, S.A. são quatro e não três.
Quanto ao resto terei imenso gosto em responder quando tiver a coragem de se identificar e assumir o que diz tal como nós temos a coragem de o fazer em público.

Passar bem !!

Rui Carvalho