Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

N/M "MISTRAL" na Praia da Vitória

 O vento a que se chama Mistral é sentido normalmente nas regiões costeiras do sul de França, principalmente durante o inverno e a primavera, originando frequentemente fortes tempestades dos quadrante oeste e noroeste que se abatem desde a Córsega até às ilhas Baleares, afectando essa zona do mediterrâneo por vezes por longos períodos de tempo. Estas massas de ar frio e seco desenvolvem-se quando se encontra um anticiclone na Biscaia e uma baixa pressão no Golfo de Génova. De qualquer modo este "MISTRAL" que cá nos chegou é muito fraquinho, constituindo-se no 3º navio de cereais/aditivos para rações da época 2012 - nada mau - declarando 3.300 toneladas de palmiste e sêmea de trigo carregadas em Abidjan para os recebedores TERCEIRENSE RAÇÕES e RATER. O total até agora está em 11.706 toneladas.
DADOS TÉCNICOS:

Nome: MISTRAL.
Data e Hora da entrada: 25.01.2012 - 08:00.
Indicativo de chamada: TCCH.
Nº IMO: 9045651.
Porto de registo: Istanbul.
Bandeira: Turquia.
Ano de construção: 2000.
Estaleiro: SC Santierul Naval SA - Nº 1323 - Roménia.
Comprimento f. a f.: 125,99 mts.
Boca máxima: 16,40 mts.
Porte (DWT): 7.322 tons.
Arqueação bruta: 5.469 Mtons.
Arqueação líquida: 2.759 Mtons.
Calado máximo à entrada: 6,80 Mts.
Último porto: Ponta Delgada.
Próximo porto: Aguarda Ordens.
Tipo de carga: 1.100 Tons. de Palmiste + 2.200 Tons de Sêmea de Trigo.
Recebedor: TERCEIRENSE RAÇÕES e MOAGEM TERCEIRENSE.
Auxiliar de proa: 145 Kw.
Potência da Máquina Principal: 2.750 Kw.
Armador: Bora Denizcilik.
Agência: Agência Oceânica Lda. - Marco Mouro.
Nome do Comandante: Mithat Ulker.
Piloto de serviço: Guilherme Bettencourt.
(©) Copyright texto : Cmdte. Rui Carvalho, Praia da Vitória.
(©) Copyright fotos: Duarte Lourenço, Praia da Vitória.

Sem comentários: