Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

terça-feira, 26 de julho de 2011

Derrapagem financeira na construção do caís de cruzeiros "Portas do Mar"

Hoje surge em grande destaque em toda a comunicação social açoriana, a notícia da derrapagem que foi alvo a construção do caís de cruzeiros Portas do  Mar, esta obra foi  inicialmente adjudicada por 46,5 milhões, mas acabou por custar 69,7 milhões de euros. ( Ler noticia completa Aqui Açoriano Oriental).
É caso para dizer "Pague duas e leve Uma".
(©) Copyright foto: Carlos Medeiros, Terceira.

5 comentários:

Ricardo disse...

A notícia realmente dá para pensar Manuel. Além de faltarem documentos, existem despesas não justificadas. Para além disso existiu a referida "derrapagenzinha" e o prazo ficou muito além do tempo. Como não sei nada desta obra não posso comentar, mas ao menos os documentos deveriam ter aparecido...a menos que tenham sido despesas de custo para deslocações de trabalho às Caraíbas ou jantares de negócios em sítios baratos onde nem passam facturas...enfim e assim o dinheiro voa.
Um abraço
Ricardo

Manuel disse...

Ricardo, isto não tem nada que saber, eu é que devia ir para o tribunal de contas: Se uma obra é adjudicada por 3 milhões e dois anos mutiplicamos logo por 2 e ai está o resultado - 6 milhões e 4 anos.
Não vou comentar mais, porque posso ensinar a alguem como se faz estes calculos complicados.
Jantares em sitios onde não passam facturas?? não me parece devem ter jantado pão e queijo hehe.

Um Abraço,
Manuel

João Bettencourt Mendonça disse...

Portugal está à beira da banca rota (já é lixo), mas de certeza que isto não se deveu aos ordenados "chorudos" dos funcionários públicos.
Deve-se sim aos milhares de casos como este que surgiram como cogumelos neste país.
Se numa obra é discutível a sua utilidade, fazer voar dinheiro, se não é crime, é roubo (e roubar, no mínimo, fica feio).
Espero que este país tenha aprendido e que agora, DEFINITIVAMENTE, estas poucas- vergonhas acabem.
Mas esperamos que todos sejam devidamente julgados e condenados.
Não gosto de ser roubado!!!

Anónimo disse...

"Pague duas e leve Uma".
Concordo plenamente só esta factura extra é paga por todos nós para ser Usufruída por alguns.É sempre assim seja qual for a cor da camisola daqueles senhores.

Manuel disse...

Amigo João e Visitante, desculpem o atraso na minha resposta, faço sempre questão de responder aos comentadores.
Quanto a este tema, diria que infelizmente todos sabemos como isto acontece, mas também infelizmente já sabemos que não é uma questão de cor, é mais uma questão de principios.
Um Abraço,
Manuel